terça-feira, 19 de março de 2013

Flores do Campo-( reeditando)



Donald Zolin

Há muitos e muitos anos quando criança
Quando as belas flores do campo
Tinham seus perfumes naturais
E muitas gotículas de orvalho
Lá ia eu apreciá-las e cheirá-las

A cidade era bem pequenina
Nos seus arredores e baixadas, só flores
De todos os tipos e tamanho a me encantar
Vocês jovens, jamais virão
Tamanha maravilha natural

Após alguns dias estava eu lá novamente
E com dor no coração vi uma flor morta
Apanhei-a com carinho e na minha inocência
Quis plantá-la num lindo vaso e cuidar

Na esperança que ela ressuscitasse
Quantas ilusões se perderam no tempo
Hoje, não vejo mais tamanha beleza
Pois as maravilhosas flores do campo
Aqui já não existem mais


Dorli Silva Ramos
Foi feita em 2010 e tem mais de 9000 visualizações



11 comentários:

  1. As mais belas paisagens e as mais lindas flores estão no jardim da nossa alma.
    Estão no nosso interior.
    Não podemos comparar os dias de hoje aos de outro tempo dado que o nosso olhar era cheio de encanto e de beleza...

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga

    Há nas palavras
    que nos fazem sentir
    o perfume da vida,
    o milagre da eternidade.

    Que os sonhos
    encham de luzes
    os teus caminhos.

    ResponderExcluir
  3. Dorli querida, essa poesia é muito linda, parabéns! Eu amei de verdade!
    Tenha uma ótima semana, beijos!

    ResponderExcluir
  4. Dorli,com muita razão essa poesia foi visualizada pois é muito linda e comovente!Bjs e boa terça!

    ResponderExcluir
  5. As mais lindas, e puras recordações vem da nossa infância.


    Muito lindo dorli...

    Te deixo um bjo no coração.

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo esse poema reeditado.Sabe que eu ainda não a conhecia e fiz uma postagem o ano passado com essa imagem?Não lembro o nome,mas acho que temos a mesma intuição!Parabéns!

    Bjs.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  7. Dorli, criança
    Foi ao campo colher flores
    Com sorriso de esperança
    encontrou lindas de várias cores

    Uma flor morta encontrou
    Com jeitinho pegou nela
    Dentro de um vaso a colocou
    ao sol junto de sua janela

    Agora diz ela
    Já não existem mais
    Da natureza tão bela
    Destruída por a normais!

    Boa noite para você,
    amiga Dorli, um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Dorli,

    Cheguei a sentir o perfume das flores...

    Gostei do novo visual do blog..

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Linda e emocionante esta poesia. Parabéns poetisa, nota 10. bjsss

    ResponderExcluir
  10. Que lindo Dorli, emocionou, beijinhos no coração e se inspire cada vez mais para nos brindar com tanta pérola maravilhosa.

    ResponderExcluir
  11. Doris Tão forte e verdadeiro que faz perguntar onde erramos !!! Pena continuamos a errar muito muito mais beijo Pedro Pugliese

    ResponderExcluir