sábado, 1 de junho de 2013

Beijo ao luar



Oh! que saudades tenho
Dos tempos de outrora
Onde os beijos eram cálidos
Perfumados de amor

A lua sorria pros namorados
Que às escondidas se beijavam
Depois sentavam na areia
Sonhando uma vida a dois

De repente vem uma onda forte
Pega-os de surpresa na areia
Rolam abraçadinhos .Que delícia!
Se entreolham, roupa colada

O coração dos dois aceleram
Um abraço mais apertado
Corpo esquentava entranhas
Saíam a correr do pecado

A vontade era da entrega total
Mas isso só poderia fazer
Se o casamento acontecesse
Numa noite especial


Dorli Silva Ramos

16 comentários:

  1. A saudade muitas vezes trazem boas e gostosas lembraças...
    Sai mais suave hoje daqui amiga querida.
    Beijinhos de luz.
    Lua

    ResponderExcluir
  2. Ohhh que romantico um beijo ao luar...Amiga passear pelo seu cantinho é iluminar o lado romantico da minha alma.Beijocas mil.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dorli agradeço sua visita no meu cantinho e os
    doce comentário q sempre deixa. Amei essa linda poesia Beijo ao luar. Parabéns poetisa. Te desejo um lindo final de semana. bjss

    ResponderExcluir
  4. [tão raros [hj em dia] os casamentos por amor]

    beijo

    ResponderExcluir
  5. Como era diferente...Mas beijos de amor sempre serão maravilhosos. Lindo, bjus Dorli.

    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  6. Oi, Dorli!

    Sempre com tanta inspiração!

    Agora, o amor não tem hora. Se faz em qualquer lugar, com qualquer um/a, de noite ou de dia.

    O amor se plastificou: usar e botar fora.

    Seu belo e bem escrito poema, nos retrata essa dura realidade.

    Bom fim de semana.
    Beijos da Luz, com muito carinho.

    PS: vi seu blog até ao fundo e gostei muito da imagem que você la colocou.

    ResponderExcluir
  7. É muito raro ouvir dizer sobre amores assim. Ficaram no passado. Para casar era preciso amar, quando o casamento não era arranjado.

    Mas sempre havia alguém que amava alguém.

    Hoje em dia parece mais negócio do que tudo. É um "dividir as contas da casa" e pronto. Uma pena!

    ResponderExcluir
  8. Agora os tempos são outros,mas ficam as lembranças de outrora onde os jovens pediam permissão aos pais da moça se podiam namorá-la.Hoje,tudo é permitido!!!

    bjs amiga Dorli

    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Lindo cenário e poesia! beijos, de volta, passou rápido demais o tempo...chica

    ResponderExcluir
  10. ٠•●♥
    Não procuras descobrir os segredos que escondo,
    Contenta-te com as pétalas, pedaços de alma que te dou.
    Não queiras ver além do que te mostro,
    Mas vê nas palavras tudo o que sou.
    ·٠•●♥ ·٠•●♥.
    BOM FIM DE SEMANA

    ResponderExcluir
  11. Felices Recuerdos de aquellos Tiempos en donde os beijos eram cálidos, Perfumados de amor bajo la Luz de la Luna...Precioso.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  12. Vindo do Brasil
    Um beijo internacional
    Obrigado amiga gentil
    Teu beijo recebi em Portugal.
    Manda mais beijinhos
    Para mim
    Eu te mando carinhos
    E flores do meu jardim.
    Bom fim de semana
    E muitos beijinhos ao luar.
    Para você.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  13. Era assim mesmo né amiga, romantismo lindo, amei esse poema, repleto de carinho e amor/desejo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Que ternura de versos, o romance e magia do amor de outros tempos.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  15. Adoro tudo o que escreve... Adoro chegar bem cedo no trabalho só pra procurar o que escreve. Leio em casa um pouco, pois lá é meu refúgio, tenho as plantas, o quintal imenso, os cachorros, a natureza como testemunha e os afazeres de casa. Aqui, nesses horarios matinais consigo viajar nas palavras que lhe saem da alma...
    Adorei ter te encontrado neste mundão tão vasto e tão imenso de pessoas tão brilhantes como você!
    Grande beijo
    Ritinha

    ResponderExcluir