terça-feira, 6 de maio de 2014

Não somos nada...



Nascemos d'uma fofa e fina terra
Nela um dia iremos nos transformar
 Então,temos que uma hora mostrar
O tudo que nos causou pungência 

Você amou com fervor seu irmão
 Estendeu caridade com sua mão
Foi deveras bom e caridoso na vida
Ou escapuliu pelo beco d'uma saída

Todos nós somos um saco de nada
Por que usarmos dessa arrogância
Amanhã nós seremos um espectro
Como um enorme monte de vácuo

O seu pequenino monte de fofa terra
Voará rápido até o mais alto infinito
Faça de tudo para ser deveras perfeito
Pois é como terra que a vida encerra


23 comentários:

  1. Não somos nada e temos que lembrar disso.Somos pequeninhos diante do TODO! Saber disso e nunca esquecer! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez um excelente texto...realmente não somos nada, e ter consciência disso é o primeiro passo para a felicidade...beijos!

    ResponderExcluir
  3. Viemos do pó e é para lá que voltaremos.
    Não somos melhores que ninguém. E essa é uma ótima reflexão.
    O que fica nesta vida são os bens que praticamos.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Dorli.
    Quando posso e na medida do possível procuro ajudar àqueles que precisam,não somente em doações financeiras,como em doações de amor.
    Há tantas instituições que necessitam de ajuda,àquelas que todos nós conhecemos e não precisamos detalhar nomes,e isso faz um bem enorme ao nosso coração.
    Lindo texto amiga.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Não somos nada sem o Perfeito Criador! Somos vasos de barro nas mãos do Todo-Poderoso!...
    Beijos....

    ResponderExcluir

  6. Poema lindissimo em que destaco:

    "" Todos nós somos um saco de nada
    Por que usarmos dessa arrogância
    Amanhã nós seremos um espectro
    Como um enorme monte de vácuo ""
    ........
    Simplesmente maravilhoso
    .
    Deixo um abraço
    ***************
    Visitem:
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida Dorli
    Uma mensagem e tanto pois sempre medito que sou apenas pó muito amada por Deus...
    Seja muito abençoada e feliz!!!
    Bjm fraterno de paz e bem


    ResponderExcluir
  8. Belíssimo, Dorli!
    Somos nada...seremos cinza...

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  9. Tudo o que não conseguimos prender (de verdade) nos foge por entre os dedos.
    Bela imagem a Documentar o poema.


    Beijos



    SOL

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde Dorli

    Que poema lindissimo e tão realista...Sem duvida, que, não somos nada! Adorei.

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde, Dorli,
    somos o que somos sem saber para onde vamos, somos o que temos que ser e não o que queremos ser.
    Dia feliz
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  12. Dorliamiga


    Como certamente já sabes, estou (infelizmente…) de volta a este vale de lágrimas em que os criminosos que dizem que nos governam reina a felicidade e até consegui(mos?)ram uma saída limpa (???) depois de quase três anos de sofrimento, de penúria, de pobreza e de resignação. Somos assim, masoquistas, gostamos de levar na cabeça, que raio de vida e de estar de cócoras.

    Goa ficou para lá voltar no próximo ano. Entretanto, estarei por cá e tentarei ir acompanhando, como habitualmente faço, este teu blogue. E, sempre que possível, comentando. Mas, hoje, ainda não comento…

    Qjs

    ResponderExcluir
  13. Não somos nada em estrutura física somos pó. Mas temos um valor inestimável, para Deus que nos criou. Parabéns pela poesia. vc sabe muito bem escrever transformando palavras em poesia . Bjssss

    ResponderExcluir
  14. Sua poesia diz tudo amiga, não há mais nada a acrescentar. Bjus e linda noite.

    ResponderExcluir
  15. Así es! tal cual lo dicen tus versos. Me gustó mucho este poema que nos recuerda lo que somos y seremos. Un abrazo

    ResponderExcluir
  16. Diante da grandeza do Universo, acho que estamos equiparados a uma ameba...
    Beijão, menina!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shirley,
      Tinha que ser uma ameba?kkkk
      Titiquinha...kkk
      Beijos
      Lua Singular

      Excluir
  17. Hahahaha!!! Você disse que somos um saco de nada, uai! Então, a ameba está ganhando de nós!!!
    Ô tristeza kkk!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Que lindo Dorli gostei do final..

    O seu pequenino monte de fofa terra
    Voará rápido até o mais alto infinito
    Faça de tudo para ser deveras perfeito
    Pois é como terra que a vida encerra

    ResponderExcluir
  19. UN POEMA QUE DENOTA MUCHA CONSCIENCIA.
    BESOS

    ResponderExcluir
  20. Um dos mais belos e mais bem conseguidos poemas que li na blogosfera nos últimos tempos.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  21. Assim é, e assim será sempre.

    Abraços

    ResponderExcluir
  22. Querida Dorli
    O seu poema encerra grandes verdades e transmite óptimos conselhos.
    Parabéns.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir