sábado, 4 de março de 2017

O casamento acaba com o amor?





O amor verdadeiro não acaba, apenas descansa das peripécias da vida. É preciso um ou outra remexer as cinzas que ficam embaixo do silêncio, ali o amor existe, o diálogo, a paixão, quase adormecidos.
Portanto, se não quiser ver seu amor com outras ou outros, todos os dias remexa as cinzas, se precisar sopre um pouquinho uma fagulha da brasa, ou seja, um toque audacioso pode mudar tudo. Se mesmo assim acham que o casamento é que acaba com amor, se engana. O que acaba com o casamento é a falta de diálogos sobre os filhos, de brincadeiras que terminam em beijos e abraços..
Não existe ninguém insensível, cada qual tem um ponto fraco capaz de cede a qualquer chamamento, ou um olhar doce, um sorriso melindroso, uns beijinhos voando para o ar e, de repente todos esses beijos se concentram na cama, daí vagarosamente os amantes adormecem no amor.
Outra dica muito importante no casamento é a diversidade, ou seja, estando ou não o marido em casa nunca usem avental, me desculpa de quem gosta, mas nunca usei. Esteja sempre bem arrumada, coloque tudo o que ele goste: batom vermelho, unhas sempre pintadas, troque sempre de a cor e o sabor do seu batom, beije-o até se borrarem todos. Vão se limpar, pois logo as crianças chegam da escola. Sempre que tiver um tempinho, trancados no banheiro: namorem; privada pode servir de banquinho para o amante sentar e a dona do lar vagarosamente sentar no seu colo e beijá-lo até enlouquecê-lo terminando num banho gostoso numa banheira especial.
O relógio não só marca as horas para almoçar, trabalhar...; mas também para amar. Que bela rotina desse casal, nunca precisará remexer as cinzas do amor, ele já é presente e o amor tem uma constância sem fim.
Agora sim vamos ver se realmente esse casal se ama de verdade. A mulher adoece, o marido enlouquece e a toda hora precisa levá-la ao médico e a dor não passa , abraça essa dor até amanhecer e assim sucessivamente até quando Deus quiser libertar sua mulher dele, aí virá o sofrimento. Filhos já crescidos, uns casando, outros trabalhando fora e a sua companhia: a solidão.
Já aposentado senta no banco do jardim e chora os amigos que o consolam, muitos já perderam suas esposa e vai ser só o tempo de agora em diante será seu amigo do peito.
Se você quiser se casar novamente na sua idade incoerente, se case, mas tenha certeza que a solidão será maior ainda, o melhor então é separar. 
Ninguém esquece um grande amor...Você ama? Então se prepare para uma vida recheada de prazeres e dores, pois nem tudo são flores.

9 comentários:

  1. Acho há mais viúvas do que viúvos por ai... E algumas de marido vivo! O que é extremamente pior, não é?

    Acredito que o casamento acaba não só pela falta de amor. muitas vezes são tantos os problemas que o melhor é evitar as situações que cauam prejuízo psicológico. Bom domingo!

    ResponderExcluir
  2. Voltei para te convidar a visitar o meu outro blog

    http://cafefeminices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sensacional! É realmente emocionante, adorei!

    ResponderExcluir
  4. É verdade Dorli!
    Tive um casamento de 25 anos ... que não resultou pois as mágoas falaram mais alto e não quis lidar com isso ! Ficou o respeito e dois filhos maravilhosos!
    Estou numa relação de 11 anos ... mais madura ... tolerante ... numa amor de companheirismo!!! E sinto-me feliz!
    E por falar em amor e casamento ... espreite aqui:
    https://mgpl1957.blogspot.pt/2017/03/poema-na-velhice.html
    bj

    ResponderExcluir
  5. Dorli o casamento só acaba quando não existir mais amor e cumplicidade mútua.
    Não é o mesmo após tantos anos de convivência é claro,e você sabe disso,mas quando desejamos as cinzas são retiradas e as chamas se ascendem novamente.
    O meu casamento é assim muito amor,carinho,fidelidade e compreensão além dos desejos compactuados no momento certo.
    Adorei ler.
    Bjs e um ótimo final de domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. "O amor verdadeiro não acaba"
    Deixo a pergunta, será que ele alguma vez existiu?

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi fujão,
    Eu tive sorte no segundo casamento, pois o primeiro morreu.
    O meu atual marido é o meu anjo protetor principalmente com os cuidados comigo que estou operada.
    Não me deixa fazer nada e é muito carinhoso.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir