sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Mensagem




A MAIOR MARAVILHA DO MUNDO
É PODER VER OU SENTIR
O MAIOR ESPETÁCULO DA VIDA 
QUE DEUS NOS PROPORCIONOU

Dorli

Sonhar faz bem



Sonhar faz bem ao coração
Sonhar com uma esperança
Sonhar a volta d'um amor
Sonhar seus beijos ardentes

Sonhar com um abraço forte
Sonhar seu amor realizado
Sonhar com uma linda festa
Sonhar com o seu casamento

Sonhar junto com seu amor
Sonhar brincando na chuva
Sonhar o pequeno lago azul
Sonhar a fria grama molhada


Sonhar que é uma mulher feliz
Sonhar que beija seu lindo amor
Sonhar que a vida é maravilhosa
Sonhar que está só sonhando...


 E A VIDA É FEITA DE SONHOS, SONHOS QUE ALMEJAMOS REALIZAR, PORQUE QUEM NÃO SONHA, NÃO VIVE O SEU SONHO SONHADO.
É UM ESPECTRO QUE VIVE SEM VIDA, POIS VIDA É AMAR E SONHAR
VAMOS TODOS NUMA SÓ CORRENTE: AMAR, VIVER E SEMPRE SONHAR
QUE VIVA OS SONHOS DE TODOS OS POETAS APAIXONADOS!!!
EU SONHO...E VOCÊ?
SONHE...

-->

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Viver para te amar





Venha minha linda princesinha
Caminhar ao teu lado o sol sorri
A brisa bate suave nossos rostos
Prometo: vou viver para te amar

Tu sorriso infantil inebria a vida
Árvores floridas invejam teu olhar
O orvalho paira teu pequeno rosto
Princesinha, tu serás a minha rainha

Um dia iremos crescer e tu verás
Cumprirei a minha sutil promessa
Ser teu homem e tu minha mulher
E tu meu anjinho, o que me diz?

Eu serei para ti, tua companheira
Prometo a ti, amar-te com emoção
Hoje somos duas bobas crianças
Amanhã seremos dois apaixonados

-->

Provérbios no escuro




" No escuro todos os gatos são pardos",
Beleza se confunde com feiura,
Os horrorosos ficam felizardos,
Não se vê cicatriz nem dentadura.

***

Mas o tato percebe se há gordura,
E o olfato valoriza a perfumada, 
No mais, é imaginar a formosura
Por trás daquela voz aveludada.

***
(O Grande Livro dos Provérbios)
Nelson Carlos Teixeira

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Minha sina...




Nesse lindo mundo fantástico me encontro
Entre o cavalgar do unicórnio e sua pureza
Sua alma leva-me a lugares dantes imagináveis
Para sonhar uma vida cheia de mil emoções
Meu corpo é fogo, é loucura e imensa paixão
É tão diferente do meu lindo cavalo branco!
A um sinal meu, para, desço e caminho a esmo
Molho meu rosto numa lagoa gelada, acalmo
Volto a cavalgar, a brisa molha meus lisos cabelos
Meu vestido vermelho tem a cor do pecado, da paixão
Preciso descer, adentrar à floresta à procura de alguém
Que me enlouquece de prazer, me alucina de loucuras
Essa é minha sina, procurar um lugar bem orvalhado
Para congelar meu corpo sempre aquecido de amor
Amor que nesse lindo mundo imaginário, só existe
Na minha imaginação de uma  mulher ardente e fogosa

Variações sobre os provérbios





"Em casa que falta pão
Todos gritam e ninguém tem razão"

Em casa onde falta amizade
Todos partem e ninguém tem saudade

Em casa onde falta humor
Falta amor sobra rancor

" Pagam os justos pelos pecadores"
Paga o ouvido pelos oradores,
A vizinhança pelos moradores,
A sociedade pelos malfeitores,
Paga o rádio aos seus locutores,
O país por seus eleitores.

" Uma andorinha só não faz verão"
Um galo não faz madrugada.
Um soldado não faz batalhão.
Um só boi não faz a boiada.
Mas um só faz diferença,
Se convence a multidão,
Porque é forte em sua crença, 
E trabalha com emoção.

(livro dos Provérbios)
Nelson Teixeira

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Brincando com os verbos...




Eu gosto de beijar
Tu gostas da paixão
Ele gosta mais da brisa
Nós gostamos das flores
Vós gostais da chuva
Eles gostam do mar

E sabendo conjugar o verbo gostar, o mundo será uma maravilha, pois o beijo floresce a paixão que mais parece um animal descontrolado, que é tranquilizado pela brisa, que ama as flores que são regadas  pela chuva miúda que escorre para o mar.

Eu choro por não ter quem beijar
Tu choras por não ter ardente paixão
Ele chora pois não sente a brisa
Nós choramos as flores mortas
Vós chorais a falta da chuva
Eles choram as ondas do mar

Numa mistura uma poesia

Eu gosto de beijar, mas choro por não ter ninguém
Tu gostas da paixão ardente, mas choras a seu descanso 
Ele gosta da brisa suave, mas chora, ela quase não aparece
Nós gostamos das flores, mas choramos, as suas mortes
Vós gostais da chuva, mas chorais porque está escassa
Eles gostam do mar, mas choram a fúria das suas ondas

E nós gostamos dessa vida louca com beijos ardentes, misturadas com grandes paixões, molhando o rosto com a brisa gelada, apreciando as flores naturais que são regadas com a chuva fria à nadar no mar sereno.



segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Meus sinceros agradecimentos




Quero agradecer a todos os meus visitantes e todos os comentários carinhosos que recebi no dia do meu aniversário


MUITO OBRIGADA A TODOS
DORLI

Criticando os Provérbios




" Devagar se vai ao longe"
Mas custa tanto a chegar
Só paciência de monge
Para aguentar a esperar.

 "Mentira tem perna curta"
 Todos sabem a oração.
 Mas se o tempo ela encurta
 Viajando de avião?

" Deus escreve certo por linhas tortas. "
E a professora de caligrafia
Com Deus não se irritaria?

" O que seria das pobres lavadeiras se todos
resolvessem lavar a roupa suja em casa?
                                          (Gandolin)
                   

" Longe dos olhos, longe do coração",
Dizia o cego, esnobando erudição.


(trecho)         O Grande Livro Dos Provérbios
                     ( Nelson Carlos Teixeira)

domingo, 26 de agosto de 2012

Meus 65 anos....







Oh! Meu Deus! Tu tens me guiado e cuidado da minha vida e, não há nada mais justo, que em primeiro lugar, agradecer-Te pela força e perseverança que foram os atributos que eu precisava para viver uma vida digna, honesta e com muito amor e sabedoria.
Fui criada quase que num regime militar, mas, às vezes, dava umas escapadelas para me divertir sadiamente.(Me desculpe).
Quando criança adorava os animais e as flores do campo, mesmo em dias de um intenso inverno, com a grama orvalhada, ia conversar com elas e sentir sua fragrância natural.
Jovem, tinha a beleza das rosas à machucar muito corações, que hoje, estão todos mortos. Que pena! E não pensem que eu estou com pressa de encontrá-los... Quero viver muito ainda para ver o ressurgir do amor, da solidariedade, do respeito, mas se a "coisa" apertar, espero ter o sono profundo dos anjos.
Infelizmente, não vejo muitas esperança em dias melhores, pois o homem não é mais solidário, sua ganância está destruindo o planeta e, se continuar essa devastação da natureza, que antes era bela, tudo se acabará. Tenho pena dos que estão nascendo agora. Mas, tudo pode mudar...Oxalá!
Mas chega de tristezas, pois é meu aniversário e quero refletir a cada minuto do dia, o quanto eu fui e sou feliz. Os percalços deixo escondidinhos num cantinho secreto do meu cérebro.
Trocando em miúdos, eu tive mais momentos bons do que ruins em minha vida e tudo isso eu devo, em primeiro lugar a Deus e depois aos meus pais(in memorian)que, com muito sacrifícios me educaram para o caminho do bem.
Deus me tirou a beleza das rosas, mas deu-me o discernimento de saber conquistar tudo que almejei até agora.

            MUITO OBRIGADA SENHOR
UM PEDAÇO DE BOLO VIRTUAL A TODOS VOCÊS
OBRIGADA PELAS VISUALIZAÇÕES
SIMPLESMENTE 

DORLI


É pititico pra não engordar
sirvam-se

Desculpe a falta de flores a casa está em reforma

-->

sábado, 25 de agosto de 2012

Conheçam meu blog infantil- Mundo dos inocentes


Esta foi a última postagem


Soneto para crianças



Crianças são um pedacinho de anjo
Que nascem para encantar o mundo
São ingênuas, legais e brincalhonas
Encanto e alegria de muitas famílias

Nos lares onde havia o vazio da solidão
Hoje sorriem com o belo acontecimento
Na casa onde têm crianças para brincar
Têm a fragrância da flor no desabrochar

Crianças não têm cor, têm sutis alegrias
Têm a beleza das flores, pureza e magia
Olhar de uma criança é o mel das abelhas

Para todas as crianças do mundo inteiro
Curtam suas infâncias à brincar e estudar
Pois, ao crescerem sejam o nosso futuro

Dorli Silva

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Desencanto de emoções




Hoje não quero mais nada, só triste desencanto
Foi uma vida contigo cheia de lindas emoções
Não me disseste nada, tu sumiste ficou a dor
 Solidão amiga grudou em meu ser, hoje, choro

Preciso urgente te encontrar, meu amigo infiel
Para pegar um caco do meu sofrido coração
Que ficou grudado no teu, só assim recomeçar
A viver lindas emoções sem teus desencantos

Vás viver tua vida com alguém que não te amará
Sentirás teu coração como o meu   dilacerado, dói
Mas, nesse mar imenso sinto na minha vida, a fé
Que alguém, melhor que tu irás me esperar na praia

E juntos caminharemos à concretizar um amor...
Que dará inveja a ti, que arrependido, irá sofre a dor
Tal qual a minha dor que tem promessa de se curar
Com outro homem que com sutileza saberá me amar

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Que saudade do Grupo Escolar...



No primeiro dia de aula. Sala cheia, todos éramos colegas pobres de brincadeiras nas ruas, enquanto algumas meninas de família tradicional estudavam em colégios internos ou em outras cidades em escolas pagas. Fizemos fila no pátio, balbuciamos algumas palavras, quando diante da Bandeira do Brasil, os mais velhos cantavam com a mão no peito, o Hino Nacional.
Entramos na sala e sentamos. Ao entrar uma mulher esbelta e bela, nos levantamos, ela cumprimentou a todos e nós respondemos, então, ela nos mandou sentar.
Eu já não aguentava mais ficar fazendo cobrinhas por três meses, haja vista, que tinha frequentado o jardim da infância por dois anos. Mas, como tudo passa esse período também passou até que ela chegou com alguns livros na mão. Nosso primeiro livro: a cartilha: Caminho Suave.
Fiquei deslumbrada ao ver aqueles desenhos na cartilha, levei para casa e pedi que minha mãe o encapasse bem bonito e, fui vasculhando com uma louca vontade de ler a cartilha inteira, mas ainda não sabia a leitura.
Começamos, então, a aprender as primeiras letras, e logo que começamos a juntá-las, dei um grito bem alto: professora, a senhora não precisa mais me ensinar, pois eu já aprendi a ler. Ela ficou espantada e disse para que eu lesse as duas primeiras linhas e, eu li:
                       A pata nada
       Pata pa                         Nada na
Então, toda feliz gritei novamente: professora, a senhora não precisa mais me ensinar a ler. A hora que cheguei em casa comecei a ler a cartilha e quase li tudo, mas cansada, fui dormir...
Após quatro meses eu já estava alfabetizada, deixando os meus coleguinhas para trás, então, para não perturbar ela trazia de sua casa alguns livrinhos para eu ler. Que professora paciente e maravilhosa, jamais irei esquecê-la.
Hoje é diferente, tudo é moderno nas escolas, professores para tudo e a maioria dos alunos não aprendem na primeira série, talvez por conta da progressão continuada, estamos formandos profissionais semianalfabetos. Eu, às vezes, penso...será a alimentação ou discrepância dos professores antigos que só trabalhavam em um período, pois o seu salário se equivale, hoje, a de um juiz de direito, mas atualmente os professores correm de um lado para o outro para ganharem uma merreca que não da nem para o sustento da família, perdem o interesse e os alunos muito indisciplinados, tantos já viciados na tenra idade, fazem da escola uma guerra de não aprender nada.
Eu como professora, sempre fui muito exigente e alfabetizava os alunos em quatro meses e, por falar muito baixo, minha classe sempre foi disciplinada, tinha que ser para me ouvir, nunca gritava, só meu olhar dizia tudo, nunca fui de beijar as crianças, mas elas gostavam do meu toque de mão em seus ombros dizendo: está muito bom, você vai longe e seus sorrisos irradiavam.
Estou aposentada desde 2005 e continuei minha jornada até quase o final de 2011, foram trinta e nove anos de trabalho, sete anos na prefeitura de uma metrópole e o resto ministrando aulas.
E, no fritar dos ovos, eu sempre fui uma pessoa realizada na profissão e no amor e até hoje tenho um bom discernimento para saber o que é bom ou ruim para a minha vida
Há, ia me esquecendo: nunca estudei para provas, pois eu tinha um problema: só aprendia ouvindo, hoje, com a idade, tenho que ler muito para poder interpretar um texto um pouco mais extenso.

VISITEM MEU BLOG INFANTIL: MUNDO DOS INOCENTES

-->

AMIGO



orkut


A COISA MAIS DIFÍCIL NO MUNDO
É FAZER BONS AMIGOS
SE VOCÊ TEM UM
GUARDE-O NO
SEU CORAÇÃO
PARA ELE
NÃO FUGIR
DE VOCÊ
TÁ?

Dorli Silva

Mulher malvada





Chamei todas as estrelas coloridas do céu
Não esquecendo da lua para testemunhar esse amor
Que ao emergir e submergir o oceano  me enlouquece
Acaricio teus cabelos e te sufoco de beijos quentes e molhados

Tu és tão macia, teu corpo gelado da água serena brilhando de estrelas
Ah! Não vou suportar ver-te amanhã com outro...
Me mata com teu olhar, me engana com a tua solidão

Mas agora estás aqui nesse mundo de magia proibida
Tu és mulher do pecado, pela qual loucamente me apaixonei 
Não quero que a noite acabe para o nosso o delírio não ter fim

Tu és mulher malvada, pois amanhã, ao passar na rua não me vê
Sofro a semana inteira ao ver-te abraçada com outro homem
Não tenho pressa, logo a terei nos meus braços outra vez, a delirar
Delirar um sonho de uma mulher louca que sem pensar me apaixonei

-->

domingo, 19 de agosto de 2012

Um lindo dia chuvoso


paisagem-jardim-animado da gif

Quando chovia era a minha alegria, pois morava no lugar mais lindo do mundo: um sítio rodeado árvores naturais, gramas verdes e vivas à cobrir todo solo, um pequeno açude e um lindo jardim de margaridas. A chuva caía, as margaridas sorriam e o açude agradecia cada gota a qual ele bebia.
Da janela do meu quarto, apreciava essa beleza inigualável, quando vi se aproximando Paulo. Era meu namoradinho de adolescência e, juntos de mãos dadas saíamos correndo na chuva; o frio arrepiava nossos corpos e, nos abraçamos para aquecer nos aquecer, de repente fiquei encabulada, ele fitou-me de um jeito diferente e nos beijamos. Envergonhada saí correndo e não vendo caí no açude e Paulo pulou para me salvar, eu não sabia nadar.Fomos nos aquecer cada um na sua casa e no caminho não nos olhávamos de vergonha.
Chegando em casa contei tudo para a minha mãe e, ela sorrindo me disse: filha, você está amando Paulo. Me abraçou e, após o banho e jantar, rumei ao quarto para dormir. Dormir? Não consegui dormir à noite inteira, só a pensar em Paulo. Meu coração acelerava, meu corpo esquentava e ficava pensando no meu primeiro beijo. Só que queria muito mais, meu corpo ardia e não sabia o por quê.
O tempo foi passando, começamos a namorar pra valer e, num dia em que a chuva veio nos agraciar como uma brisa que foi se intensificando e o sol aparecendo para dar vida ao arco-íris, sorríamos felizes. Quanta magia! Nossas mãos suavam, corpos tremiam e inevitável aconteceu: nos amamos na relva molhada.
Como não tinha segredo para minha família, contei o ocorrido que não demorou muito tempo para marcar o casamento. Ficamos felizes.
A cerimônia aconteceu na cidade e voltamos ao sítio para os festejos com muitos convidados. Foi um dia lindo, pois quando voltávamos da cidade, enquanto os convidados estavam na festança, meu pai deu falta de nós. Quando nos viram sujos de lama, sorriram.
Parece um conto de fada ou uma magia que envolve duas pessoas predestinadas a se amarem para sempre. Hoje, já somos uns idosos jovens e ficamos recordando nossa juventude e nos amando..




-->

sábado, 18 de agosto de 2012

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Refletindo a vida




Meus amigos, são vinte duas horas e 30 minutos, meio exausta dos afazeres diários, estou aqui sozinha em frente ao computador. Todos dormem e, para não me sentir só, ouço vozes muito baixas, é a televisão, minha única companheira do agora.
Eu já vivi muitos anos nessa vida que Deus me deu, mas o hoje procuro viver com mais intensidade do que o ontem. Pois o ontem já passou e hoje recheei minha vida com outras emoções, dentre elas é de estar aqui conversando com vocês. Não sofro de solidão, não, é que a noite para mim é uma criança.
Quero dizer, com toda sinceridade, que minha vida valeu e está valendo a pena ser vivida, apesar dos percalços que todos têm.
Tive uma infância brejeira, uma juventude alegre, com um olhar malicioso, namorava muito e hoje o meu segundo marido já está dormindo e, sem sono, continuo aqui.
Apesar de ter um gênio forte, gostar de tudo certinho sou amiga de verdade, aquela que liga para saber como eles estão e, quando doentes estou presente, só há um problema: eu não gosto que menosprezem minha inteligência.
A internet me trouxe muitas alegrias, muitas tristezas, muitas saudades de quem nem conheço e muita amargura pelo desdém de algumas pessoas que se passando por santo, num dado momento enfia-lhe a faca nas costas, não dando tempo de saber nem quem foi o culpado dessa barbárie. São escritos por e-mails que estão deixando-me meio triste nesse mundo virtual, mas eu não desisto, pois eu sei que têm pessoas boas para se conversar.
Meu intuito ao abrir o blog foi apenas para escrever o que sai do meu coração e, agora mais feliz com o blog infantil que estou adorando fazer, pois lá tem muitas coisas legais para a garotada.
Enfim, meus amigos, minhas pálpebras estão se fechando o sono querendo chegar e vou satisfazê-lo, pois amanhã será um outro dia para viver e ser feliz
Boa Noite a todos
Dorli

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Esse teu jeito de olhar


purple-passion-lovely-eyes

Me encanta esse teu jeito de olhar malandro de mulher que quer muito mais
Me fascina esse teu jeito de olhar sensual que me leva a loucura e delírios
Me agrada esse teu jeito de olhar sedutor que me desnuda por inteiro
Me enlouquece esse teu jeito de olhar de paixão que queima as entranhas
Me atormenta esse teu jeito de olhar malicioso que embebe meu corpo
Me fascina esse teu jeito de olhar de inocência que há tempo perdida
Me encanta esse teu jeito de olhar esquivo que me faz morrer de paixão
Me agrada esse teu jeito de olhar me implorando para ficar e me amar
Me enlouquece esse teu jeito de olhar com desdém que não quer mais ficar
Me atormenta esse teu jeito de olhar pueril só para tentar me esnobar
Me fascina esse teu jeito de olhar de quero mais para não me deixar ir
Me encanta esse teu jeito de olhar de meiguice para ganhar um beijinho
Me agrada esse teu jeito de olhar de mulher maliciosa que me enciumo
Me enlouque esse teu jeito de olhar brejeiro se fazendo de mulher criança
Me atormenta esse teu jeito de olhar de vulcão em erupção que me dilacera por inteiro

-->

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

"Teu fascínio me encanta"




Ah! Como teu fascínio me encanta...
Teus olhos a fitarem os meus
numa sintonia de amor.
Teu sorriso explode minha alma,
coração sabe esperar...
Teus cabelos envolto
em minhas trêmulas mãos com carinho.
são como pétalas de rosas.
Eu vivo a te admirar, a brincar na praia,
a subir nas árvores, a me encantar.
Teu corpinho ainda feio irá transformar
em uma linda mulher
No instante em que teu olhos brilharem
de amor irei te beijar
Nessa magia, todo o teu encanto
será meu, e eu serei teu apaixonado.
Viveremos grandes loucuras,
de paixões ardentes por muito tempo.
Depois virá o amor sereno,
como nossas brincadeiras 
de crianças inocentes


Dorli Ramos

terça-feira, 14 de agosto de 2012

A festa no Olimpo



vase20a

As Olimpíadas existem há muito tempo. Foram os antigos gregos que tiveram a ideia de criá-las.
Há registros de que no ano de 776a.C. (ou seja, 776 anos antes de Cristo nascer) eles já realizavam os jogos. Era um momento especial e de grande festa. Três meses antes de seu início, todas as guerras eram suspensas. Afinal, era preciso organizar os Jogos e dar tempo para que atletas e torcedores fossem à cidade de Olímpia, a sede do governo.

Ruínas na cidade grega de Olímpia


Jogos-olímpicos-50

UM DIA SÓ

Já na antiguidade, os jogos aconteciam a cada quatro anos,. Naquela época eles eram tão importantes que os gregos os usavam para marcar a passagem do tempo. Mas os primeiros jogos só duravam um dia e havia apenas uma prova: A corrida pela pista do estádio de Olímpia. O vencedor recebia um ramo de oliveira. Depois os gregos aumentaram a duração para quatro dias e criaram mais modalidades, como a corrida de bigas, luta e lançamento de disco e de dardo.

PARA OS DEUSES

250px-Mount-Olimous

O monte Olimpo é o lugar mais alto da Grécia. Tem quase três mil metros de altura e seu topo é coberto de neve. Os antigos gregos acreditavam que em cima desse monte ficava o palácio de Olimpo, onde moravam deuses como Zeus, senhor do céu, do trovão e do relâmpago; Afrodite, deusa do amor; Apolo, deus da luz e das artes; e Atena, deusa da sabedoria. Os jogos eram realizados em homenagem a todos esses deuses.

As esculturas antigas retratavam atletas
em competições de luta

imagesCAWG7990

images60mh95


images ca60MH95

Premiação ao vencedor

imagesCAOBQOBU

JOGOS, PARA QUÊ?

Enquanto os jogos eram muito valorizados pelos gregos, outros povos não lhes davam a mesma atenção. Quando os romanos invadiram a região, no século II, a tradição grega caiu no esquecimento e, no ano de 393, o imperador romano TeodósioI decretou a extinção das Olimpíadas. O evento só foi realizado novamente mais de 1500 anos depois, na mesma Grécia, em 1896.

ESSE FOI O PRINCÍPIO DOS JOGOS OLÍMPICOS

(Olimpíadas- Recreio)

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Donzelas, donzelas e raparigas( ficção )




Às vezes, sinto uma grande saudade da minha avó e, deitada na grama começo a recordar nossas conversas que eram francas. Eu não queria saber de histórias de crianças e sim historias de gente grande e, pela tarde à fora ficávamos a conversar:
_ Vovó, a senhora casou de branco?
_ O que é isso menina? Sua avó não era rapariga.
_ Então, me diga vovó como eram as jovens de antigamente.
_ Ah! minha netinha, naquele tempo havia três tipos de jovens: as jovens donzelas ricas, as donzelas pobres e as raparigas.
As donzelas ricas eram eram virgens e se casavam com grandes fazendeiros, querendo ou não, mesmo sem amor, tinham uma vida de fartura, mas na cama era só para satisfazer o marido e nada mais, nunca conhecia o prazer.
Eu me enquadrei nas donzelas pobres que iam a bailes, dançavam com vários rapazes, ganhavam alguns beijinhos até aparecer o homem com quem me apaixonasse para se casar.
_ Vovó, mamãe dizia que a senhora não gostava de tomar banho, como é que se casou?
_ Minha neta curiosa, realmente e fujo da água e só tomava banho aos finais de semanas e durante os dias tomava banho de assento._ O que é isso vovó?- Bem dizia minha avó, lavava a...com canequinha._ Credo vovó, então a senhora fedia?
_Minha neta, os homens são como os animais vão pelo cheiro. Homem apaixonado não gosta de cheiro de perfume, sabonete e nem de batom, gosta de cheiro do pecado.
_ E como foi que a senhora casou virgem? _ Precisava minha neta.
_ Agora me diz vovó, o que são raparigas?
_ Raparigas, naquele tempo, eram aquelas mulheres bonitas, perfumadas, cheias de adorno que moravam em bordéis, e gostavam muito de beber e fazer com os ricos fazendeiros o que eles, sendo machões, não podiam fazer com suas mulheres, e elas ganhavam muito bem com esse trabalho.
_ Ah! Vovó, já sei, pois hoje temos bordéis, onde moram as prostitutas, no que da no mesmo e temos os motéis e muitas raparigas de ontem são as vadias e não têm salário, vão por simples prazer e a outras mulheres, ricas, pobres ou mal cheirosas, hoje, dão o troco nos seu maridos.
_ Ei, minha neta, agora você me pegou: o que é dar o troco?
_ Dar o troco é a troca de chifres. rsrs
_ Minha neta, vamos parar por aqui, pois você está muito espertinha para o meu gosto.

Visitem meu blog infantil: www.mundodosinocentes.blogspot.com


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Homenagem ao dia dos pais




Olá pai! Eu poderia te homenagear com um lindo poema ou presente, mas sei que o que vou te dizer agora, tu vais gostar mais, do que se ganhaste na loteria.
Criaste-me com muitas dificuldades e eu ainda pequeno fazia birra que queria tudo o que as outras crianças tinham, e tu não me batia, mas sempre dizia: papai gosta de birra, faça muita birra. Cansado, sentava-me no teu colo e adormecia. A vida foi melhorando, mas eu querendo sempre mais.
Cheguei na adolescência muito revoltado com a vida, não gostava de trabalhar e pouco estudava.
Ah pai! Quantas noites mal dormidas proporcionei para ti. Amigos facilmente me levaram para o mundo das drogas, aí tu ficaste mais esperto e me apertaste, era o comecinho. Tu, meu pai, me bateste e chorava. Tuas lágrimas até hoje não esqueço, então comecei a ficar com uma raiva danada de mim mesmo. Tu pai, percebeste e começamos a conversar seriamente e após alguns meses, estava à estudar e trabalhar com afinco. Nossa vida mudou. Era só alegria.
Pai: eu te devo o que sou hoje, um homem de sucesso, honesto e te trouxe um presente feito por mim, o maior presente que um pai pode ganhar quando estiver na tua idade.

TEU NETO

ME PERDOA PAI...

Visitem meu blog infantil: www.mundodosinocentes.blogspot.com

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Gostas de orvalho


orvalho_e_flor_01x

Se uma gota de orvalho d'uma flor
Cair nos teus lindos olhos de paixão
Acenderá o teu coração adormecido
Com certeza, recordarás nosso amor

Vou nos campos procurar uma flor azul
Retirar uma a uma as gotas de orvalho
Colocar dentro de um vidro de cor lilás
Enviar-te para que tu nunca me esqueça

Ao pegar este frasco ele cairá no chão
 Pequena gota de orvalho cairá nos olhos
Cada gota de orvalho irá se transformar
Num riacho de lágrimas a choramingar

O aroma do orvalho impregnará teu corpo
Sentiras teu corpo queimar de saudades
E tu virás arrependido pedindo pra voltar
Aperto-te no peito, surgirá louca paixão


Visitem meu blog infantil: www.mundodosinocentes.blogspot.com

A escuridão da alma


dc94d97a-f1a6-42a4-a614-bfce

Na escuridão da noite
Saio a vagar minha dor
Caminho entre trevas
Minha alma me despe

E a escuridão permanece
Caio em sono profundo
Um vento forte... sonho
 Com força  me arrebata

Minha alma congela o corpo
Sinto meu corpo arrepiar
Onde estou?...não sei...
Num mundo de solidão

Quero clarear minha alma
Sentir o gosto da vida...
Viver um sonho impossível
Sentir o calor dos raios do sol

Por que estou aqui nessa treva?
Ah! Recordo, amor se foi
Deixando-me só, à deriva
D'uma força maléfica

Minha alma parece aquecer
Vejo pessoas a me sorrir
Lágrimas...choro...felicidade
Pensaram que a morte sorria


Visitem meu blog infantil: mundodosinocentes.blogspot.com

-->