terça-feira, 15 de agosto de 2017

Amor impossível ( crônica )






Era tão jovem e bela e fui me apaixonar justo por um mexicano que veio passear na casa da sua tia. Saíamos às escondidas, o vento cortava nossas mãos, mas aquecia nossos corações e um beijo apaixonado todos os dias acontecia.
Foi um mês de felicidades, planos mirabolantes e, muitas vezes ia à casa da sua tia para terminar de ouvir seus planos para nós.
Chegou a hora da partida saímos num pequeno jardim e ele disse: vou comprar nossa casinha, mobiliá-la, escreverei todos os dias para você até minha próxima férias, daí vou conversar com seus pais e marcar a data do nosso casamento e assim aconteceu... As cartas chegavam na casa da sua tia que guardava o segredo do nosso amor.
Ele ia chegar nos próximos dias, fiquei ansiosa, sentia que algo iria nos separar, mas enfim só estava nervosa, ele chegou, sua tia me avisou e correndo a sua casa fui. Lá chegando me beijou tão forte que quase perdi o fôlego. Fiquei intrigada. Enfim, à noite sempre no mesmo lugar saíamos, nesse dia ele resolveu comigo ir a minha casa comunicar a nossa decisão.
Entramos, apresentei-o aos meus pais. Sentamos, ele comunicou que queria se casar comigo e tudo estava pronto na Espanha. Meu pai chorou e minha mãe sorriu.
Casamo-nos na minha cidade, todos os parentes da cidade vieram. Os hotéis da pequena cidade estavam reservados para os convidados do nosso casamento.
Meu pai fez uma festa exuberante, eu comprei só o bolo que na época ficou o preço se um salário mínimo, minha mãe fez todos os docinhos e balas e minhas amigas ajudaram a arrumar no papel.
A igreja estava lotada, entrei com meu pai, mais parecia uma linda menina com meus dezesseis anos do que uma jovem altiva que tão logo chegou ao altar disse sim, a troca das alianças e finalmente o beijo.
Depois da festa, todos pegaram suas malas, pois o avião ficava a 150 km da minha cidade e decolamos. Meu pai chorou muito e lhe disse: todos os anos cá viremos.
Quando chegamos a Coyoacán, rumamos a nossa cidade casa, deslumbrei com a beleza da dela toda decorada a meu gosto e dois serviçais vieram nos dar boa vinda, nos cumprimentaram sem dar as mãos ( achei estranho) e um disse: tem um lanche gostoso para vocês. Nós iremos dormir.
Tomamos um banho numa banheira já cheia com águas perfumadas,. Enfim tinha tudo.
Enfim sós, ali nos aquecemos. Ele era muito gentil e me deu de presente um anel de brilhante, beijei seus lábios devagarzinho.
Num dia fatídico ele bateu o carro e morreu. Minha filha já estava com dezenove anos, esperei que terminasse sua Faculdade e voltamos para o Brasil.
Depois de alguns anos casei-me novamente, minha filha fez sua Pós, está bem empregada. Sou feliz, mas ninguém esquece um grande amor.
 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Diferença entre cultura e educação







Achei uma resposta sobre a questão "Cultura x Educação" no fórum de perguntas e respostas do Yahoo! sobre o tema (link aqui)... O autor do texto abaixo se identifica como "wanderleyfreitas"... Tão bom que posto todas as suas palavras, fazendo delas minhas...

"Cultura é inerente à padrões de comportamentos, crenças, instituições, e conhecimentos transmitidos coletivamente e devem ser típicos de uma época, de uma região ou até mesmo de uma civilização.
Educação é um processo de desenvolvimento da capacidade física, da capacidade intelectual e moral do ser humano, é portanto um conjunto de valores transmitidos ao indivíduo de forma específica pela família em primeira mão e em seguida complementada por instrutores específicos e seu conteúdo passa do geral para a especialização, podendo ser diferenciada de conformidade com os setores focalizados.
A educação é por vezes confundida com civilidade e polidez, isso erradamente, diz-se de um indivíduo civilizado que é bem educado. No entanto um indivíduo bem civilizado pode não ter educação nenhuma, enquanto um analfabeto pode ser um indivíduo bem civilizado(bem educado), ou um indivíduo extremamente educado pode ser um "grosseirão" sem nenhuma civilidade(mal educado). "
  
"wanderleyfreitas".


                                                                                                             

Um sonho inimaginável


Resultado de imagem para educação vem de berço frases 




Bom seria se o tempo retrocedesse, falava-se no rádio somente o que interessava, mesmo que houvesse corrupção poucos ficavam sabendo. Havia trabalho farto na roça e todos tinham as  suas casinhas.
Antes dos noivos se casarem as famílias deles já tratavam de fazer uma casa para seus filhos com o próprio dinheiro, fruto de trabalhos. Hoje a corrupção está nos envergonhando de sermos gente. Que tristes exemplos de petulância de alguns deputados e senadores ofendendo os magistrados como se fossem amigos de botecos.
É uma falta de respeito que enoja qualquer um. A sociedade não tendo emprego estão em fúrias, tais como tigres carniceiros e uma falta de educação que não ensinei ao meu filho, já lhe avisei: fique esperto para não sofrer. Concordo com Paulo Freire.
Parece que a maioria dos políticos não sabem dialogar, é só no grito e dedo. Nem Jesus Cristo mostrou o dedo às pessoas por onde passava. Por que eles não seguem o Seu exemplo? Ninguém ganha votos de uma enorme sociedade no berro, pois os eleitores não são manadas.
Tenho dó dos professores... 


Se colocarmos todos os políticos em uma peneira, poucos sairiam com uma educação refinada, estão dando maus exemplos as crianças que nesse patamar irão virar bandidos e vocês seus "educadinhos" irão morrer nas mãos dos seus alunos. Que péssima escola! 

domingo, 13 de agosto de 2017

Pai





Não pensa que eu te esqueci, não, jamais irei te esquecer, pois tu foste meu porto seguro em qualquer situação da minha vida.
Fique aí neste Castelo encantado me aguardando. Às vezes dói meu peito de saudades tua. Te amo muito.
O que gostavas de ganhar 
Rosas vermelhas no vaso para replantar
Quando tu morreste, arranquei as rosas
Para não ficar o tempo todo pensando em ti
Me aguarde
Beijos 
Tua filha 
 

sábado, 12 de agosto de 2017

Serenidade





Pessoas dóceis, equilibradas e tolerantes têm mais chances de chegar a serenidade. Muitas vezes fazemos projetos no trabalho ou na vida particular e, infelizmente, não dão certo...E é aí onde  entra a serenidade.
O que estaria pensando ou sentindo esse cachorrinho sentado nas pedras de um rio límpido (dizem que animais não pensam, às vezes discordo). Talvez seu dono foi pescar e não o levou; mas ele tem a capacidade serena de esperá-lo chegar.
É uma bela lição de vida de um animal que dizem ser "irracional" nos proporciona e nos mostra que a paciência da espera do retorno e, nós humanos esbravejamos que os peixes são poucos. Que vergonha! Que saiamos todos juntos para a pesca de mais alimentos! Até porque xingar, além de ser desumano, é irracional!
Vamos inverter a situação: adoramos ter um cachorrinho. E agora imaginemos que ele saiu a nadar e nem olhou para trás, não viu o quanto se distanciou, resolveu subir a terra, procurar alimento e dormir, pois a volta seria cansativa. Será que teria alguém procurando por ele? Sim só o dono que ficou a sua espera sentado nas pedras do rio. A empatia era só entre os dois e nele o amor fez morada.
Assim, é com a maioria humanos, quando querem uma coisa e não pode ter, xinga e esbraveja, por que não se espelha  na serenidade  do cãozinho? Tão simples...
Quando seu marido for "pescar", vá cuidar da casa, molhar as flores e fazer um gostoso jantarzinho e, tomada banho e bela o espere para o jantar, assim não precisará colocar a bunda na calçada da sua casa(que feio) e xingá-lo que o gás acabou e não tem dinheiro para outro comprar, aí eu pergunto: o que fica fazendo o dia inteiro na ociosidade da sua casa: vá fazer alguns bicos e lhe garanto além de receber seu marido com serenidade, ganhará muitos beijos.