sábado, 17 de fevereiro de 2018

Amei demais


amei demais


O coração estraçalhado de dor
Sinto a tua falta na minha vida
Aqui sentíamos o  nosso amor
Nossas juras, os sonhos, a lida
                                             volte...
Tu não sabes a falta dos abraços
A brisa me faz sentir teus beijos
Teu abraço apertadinho, eu choro
 Tenho lágrimas que caem no colo
                                              volte...
Sumiste, morreste rápido assim?
Até a paixão abrasadora apagou?
Os nossos belos sonhos acabou ?
                                             volte...
Não posso voltar amor... eu morri
Subi no avião ele explodiu no céu
Viva amor eu não voltarei mais aí
                                      Volte a viver...

Aviso





Diante de tantos pedidos
Vou postar só 
aos 
sábados

Lua Singular
 
 

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Doída escuridão



Nem que a noite vire um breu, que ela me peça pra ficar, nem que as nuvens caiam brancas no escuro perto do horizonte, nem que a lua chore, nem que as estrelas queiram queimar minha tristeza não conseguirão, cairão brilhantes no chão, mas elas apagarão na Terra e eu digo adeus ao blog e aos amigos.

Deixo um provérbio

Quando a cama 

quebra, temos o chão

para dormir

"Provérbio Indiano"



quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

RECADO DE LUA SINGULAR



eu e o filhote



Meus amigos

Vou dar um tempo no blog
Pois estou doente e ainda me magoo aqui
Eu não mereço
Não sei se volto
Lua Singular