segunda-feira, 10 de maio de 2021

O amanhecer na roça

            vida na roça | Vida na roça, Lindas paisagens, Casas de fazenda antigas

br.pinterest.com

 

   Ah! Se pudesse voltar o tempo, onde na roça com meus pais vivia e com as mão calejadas, onde bem de madrugada pegávamos a enxada, eu, meus irmãos, mamãe e papai com uma sacola de pano com água e nossas boias frias, e com chapéu na cabeça, enxada nas mãos íamos trabalhar a nossa terra, herdada do vovô que morreu, pois já estava cansado da vida e também tinha muitas saudades da vovó que já tinha ido havia três anos, mas a dor da perda o levou. Ah! Quantas saudades dele, o vovô quando vivo sentava na soleira da porta e contava"causos" que não olvido jamais.
   Hoje ainda moramos na fazenda, compramos uma casa na cidade, onde fomos estudar, já meio atrasados, mas como vovô dizia: "nunca é tarde para agarrarmos nosso sonho". Hoje é o dia da nossa formatura. Eu me formei em arquitetura e meus irmãos no próximo ano em agronomia, assim nossa terra será nosso orgulho e a inveja dos outros "sitiantes".
  Daqui da roça só sairemos quando morrermos, isto não que dizer que em finais de semana pegamos nosso pequeno carro e vamos paquerar as moças mais lindas da cidade e, não demorou muito tempo já estávamos casados morando todos juntos cada qual com seus afazeres e ao chegarmos do trabalho, nossas mulheres já estavam banhadas, maquiadas e maravilhosas.
  E não irá demorar muito tempo para a criançada começarem a nascer e bagunça fazer. E foi o que aconteceu, eu ganhei uma menina e meus irmãos, meninos.
 Nossa casa é pequena e simples, mas grande para acomodar todo o nosso amor, sem brigas, só carinhos. 
 O amor está em qualquer lugar, é só abraçá-lo para sempre com dignidade.
Somos todos felizes, faremos desse sítio o mais lindo e produtivo da "redondeza".
 

sexta-feira, 7 de maio de 2021

O sapo e a cobra-lenda africana


o sapo e a cobra lenda africana   

 

O sapo e a cobra é uma lenda do folclore africano que nos faz refletir sobre como poderíamos ter um mundo melhor sem os preconceitos que acabam afastando as pessoas. Trata-se de uma lenda africana com valores. Boa leitura!                                                     

 O sapo e a cobra - lenda africana

 Era uma vez um sapinho que encontrou um bicho comprido, fino, brilhante e colorido   deitado no caminho.

– Olá! O que você está fazendo estirada na estrada?

– Estou me esquentando aqui no sol. Sou uma cobrinha e você?

– Um sapo. Vamos brincar? E eles brincaram a manhã toda no mato.

– Vou ensinar você a subir na árvore se enroscando e deslizando sobre o tronco – disse a cobra..

E eles subiram. Ficaram com fome e foram embora, cada um para a sua casa, prometendo se encontrar no dia seguinte.

– Obrigada por me ensinar a pular.

– Obrigado por me ensinar a subir na árvore.

Em casa o sapinho mostrou para a sua mãe que sabia rastejar.

– Quem ensinou isso a você?

– A cobra minha amiga.

– Você não sabe que a família da cobra não é gente boa? Eles têm veneno. Você está proibido de brincar com cobras. E também de rastejar por aí. Não fica bem.

Em casa a cobrinha mostrou a mãe que sabia pular.

– Quem ensinou isso a você?

– O sapo meu amigo.

– Que besteira! Você  não sabe que a gente nunca se deu com a família do sapo e…bom apetite! E para de pular. Nós cobras não fazemos isso.

No dia seguinte cada um ficou no seu canto.

– Acho que não posso rastejar com você hoje – pensou o sapo.

A cobrinha olhou, lembrou do conselho da mãe e pensou: “Se chegar perto, eu pulo e o devoro”. Mas lembrou- se da alegria da véspera e dos pulos que aprendeu com o sapinho. Suspirou e deslizou para o mato. Daquele dia em diante, o sapinho e a cobrinha não brincaram mais juntos. Mas ficaram sempre no sol, pensando no único dia em que foram amigos…

* Visto em cvdee


quarta-feira, 5 de maio de 2021

Obstinação

 

 

  

A vida se restringe em força e obstinação, pois com esses dois adjetivos ficará sempre  no primeiro degrau da vossa vivência e no auge dos estudos e na vida profissional.

Nos finais de semanas durma bem e dê uns gols nos livros e programas televisivos instrutivos, lê bons livros; vá se preparando para uma seleção: ou você ganha ou perde; se ganhar sua vida será um sucesso: arrumará bons empregos e, por favor não faça morada num só emprego: valorize-se e vá fazer concursos públicos, com certeza passará com tranquilidade.
Dê adeus ao emprego de hoje e, "corra atrás" da sua tranquilidade financeira; aí sim depois de alguns anos trabalhando e sempre estudando você chegará ao topo do sucesso e quem sabe lembrará de ter lido e se espelhado nessa postagem.
Deus só ajuda a quem tem perseverança. É difícil? Sim. Mas quem se agarra em seus sonhos ,eles com certeza virarão realidade.
A vida é curta o tempo urge e, se você não se der tempo poderá arrumar um bom emprego público, mas não aquele que sonhou, o qual se agarrou nos estudos. Mas tenho certeza que a lição e com algum dinheiro ganhado do atual emprego " enfiará de cabeça nos estudos", que com certeza conseguirá seus objetivos.
Perseverança é o caminho...
Boa Sorte!!
 

domingo, 2 de maio de 2021

A fome num país tropical (Brasil)

   

Inflação e pandemia podem empurrar Brasil de volta ao Mapa da Fome 

Inflação e pandemia podem empurrar o Brasil

de volta ao mapa da fome

cnnbrasil.com.br 

Esse é o retrato da fome no Brasil, enquanto muitos políticos vivem nadando em lagostas e seus irmãos do Nordeste choram a morte dos filhos. Imaginem se fosse o contrário, como sentiram os pais dos quem não têm nada pra comer e a Bolsa Família passa por lá esporadicamente.

Acredito que os políticos dormem os sonos dos anjos ao ver lindas imagens da fome no nosso querido Brasil, lá fora e, parece que não escapará nem a Amazônia, tamanho é desleixo com o povo brasileiro. Assim deveria ser como uma mãe gostasse de alimentar seu filho, não precisaria de requinte, mas de sustância, assim como: leite, arroz, feijão e pão, o resto os pais que na sua maioria desempregados entrem dentro dos rios para pegar peixes e levar a mistura aos seus filhos famintos, ou seja, para forrar estômago.

Parece que Deus esqueceu e está deixando a discrepância entre os seus pequeninos morrerem de fome e minha mãe sempre me dizia: é mais fácil um elefante passar no buraco se uma agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus.

Nada espero dos governantes, nunca neguei comida a ninguém. Mas os mais abastados poderiam dar uma mão e fazerem também suas partes para não perderem seus lugarzinhos nos céus.

Os senhores bilionários do meu Brasil, espero que a hora que forem comer suas lagostas, lembrem-se dos seus irmãos miseráveis; que ao morrerem se encontrarão em patamares opostos a serem julgados por Deus.

Que eu já tenha morrido ao ver a ira do julgamento de Deus para com seus filhos principalmente quem pôde ajudar, mas preferiu a inércia.

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Cuidado: a vida da rasteira

 

Um dia eu levei uma rasteira da vida. Dessas que a alma se deita no chão  sem forças para se levantar… 

osegredo.com.br 

 

Aprenda a viver com as rasteiras que a vida lhe da, pois do contrário será sempre uma pessoa amarga, dependente e os seus lábios não conhecerão os muitos sorrisos e, por mais tempo que viver saberá que tu és a única que te ama. Não confie em ninguém e, pelos acontecimentos que assistimos na televisão não da para confiar nem em nossos pais, que são sangue do nosso sangue. É uma aberração!!

Tudo mexe com os nervos da gente desde que Deus criou o Mundo. Ele já foi pior. Deus está deixando seus filhos se matarem mutuamente, pois de nada adianta tentar modificar o homem, ele já se vendeu ao Diabo, salvo alguns que são tementes a Deus. O Diabo dará passagem grátis para o inferno aos maus.

O céu ficará quase vazio, pois os que poderão ir para os Céus serão as crianças inocentes, os animais e os poucos humanos que acredito que são estéreis.

Trabalharão a terra a gosto. Tenho certeza que muitos sofrerão de “banzo” (uma tristeza que dói até as entranhas); daí os poucos que ficarem não aguentarão a solidão).

Será assim que o Mundo se acabará?