quinta-feira, 31 de março de 2016

Qual a relação entre índices de inflação e biquínis?


Se você for ao supermercado, não se assuste com os preços: uns subiram 100%, outros 200%. O vilão foi o mamão papaia, ou está duro ou podre por dentro.Vamos morrer de fome. Tudo subiu, a única solução é só almoçar pouquinho e à tarde tomar chá de grama. Ruim. Hein? Por que será? Nós não estamos brigando com ninguém. ( Dorli )
Para alguns, o que vale são os índices econômicos apresentados pelo governo e pelos seus institutos. De fato, o índice IPC (Índice de Preços ao Consumidor) desacelerou de 1,19% para 0,58%. Isso significa que os preços para nós sofreram uma deflação, ou seja, cresceram menos de janeiro para fevereiro que cresceram de dezembro para janeiro. Traduzindo do economês: já que os preços não cresceram tanto, estão nos dizendo que saímos no lucro.
Mas, vejamos, é óbvio que isso que os índices oficiais nos mostram não são exatamente o que sentimos. Essa diferença entre o oficial e o que sentimos nos mercados está, o que é revoltante, distantes um do outro.
E exatamente por isso temos que cuidar de forma bem carinhosa de tudo o que nos envolve. Prestemos muita atenção na diferença entre o que o governo nos mostra e o que sentimos na pele e no bolso. Aliás, vocês sabem qual é a diferença entre tudo aquilo que o governo nos mostra através dos seus índices e tudo aquilo que sentimos? A resposta disso é a resposta do título deste post: É tudo sobre biquínis e essencialidades. Os biquínis, nas mulheres, mostram coisas interessantes, tal qual os índices do governo.. Mas também escondem aquilo que é essencial, tal qual os índices do governo...
Cristovam Ramos Neto
CRC 1SP293254
CPA 10
CPA 20
11 996009125​
19 994006973

Minha paixão



É uma vontade de beijar
Abraçar apertadinho
Dizer baixinho: mô te amo
Levar bronca do chefe e sorri
Querer estar sempre junto
No banheiro ligar o celular baixinho
Tô com muita saudade de ti
Mesmo já nos conhecendo em corpos
A alma pede a tua sem parar
Tenho medo que esse amor se acabe
Não conseguirei viver sem ti
Eu sem teus carinhos morrerei aos poucos
A banheira quentinha aos nos banhar
Mô, que queres jantar hoje?
Vamos jantar fora, não é uma boa?
Na escada da casa comíamos pipoca
Bebíamos sucos, trocávamos aos poucos
Até nos exaurirmos. Quantas loucuras!
Era noite! Na cama, era hora do amor
Boa noite!

terça-feira, 29 de março de 2016

Me curvo a tua beleza



Me curvo a tua beleza, ó flor
Procurei-te em todos os campos do mundo
E tu estavas tão pertinho, no meu jardim
Florindo e perfumando meu quarto
Vens conhecer de onde te retirei
Odor suave, bela, instigante e maravilhosa
Dê-me tuas mãos  pra olhar a lua
 Amo a lua, mas chegaste e me enlouqueceste
Nisso a lua enciumada junto as estrelas(...)
Meu jardim escureceu, aí eu chorei
Fora apenas um belo sonho


segunda-feira, 28 de março de 2016

"O sol nasceu pra todos?"


Tarcila do Amaral(favela)


 "O Sol não nasceu para todos", assim como uma criança que nasce em berço de "ouro" e ao mesmo instante outra nasce na favela, terão Isonomia?Todos somos iguais perante a lei? Está na constituição. Como fica?




Meu objetivo



Todos temos um objetivo na vida
Quero ser bailarina
Não uma qualquer bailarina
Mas uma clássica

Se for bailarina só em sonho
Quero roupa de outono
Uma expressão que nos encanta
Na paisagem da vitória

Se for bela bailarina de verdade
Com meus belos trejeitos
Abraçada ao bailarino com firmeza
Tirando suspiros da platéia

 No palco danço a primeira vez
Rodopiamos pelo palco
O namorado fica enciumado
Em todos gritam: outra vez...

domingo, 27 de março de 2016

Páscoa




Oh! Senhor, perdoe-me os meus dizeres aqui. Jesus foi enviado por Deus, seu Pai para salvar a humanidade e o que aconteceu com sua bondade, com seus milagres se os donos da verdade não o queriam aqui e não acreditavam que era Cristo, salvo muitas pessoas pobres que lhe pediam um milagre e, isso não foi o bastante?
Já a inveja predominava naquela época de forma cavalar, nem mesmo os milagres O salvaram. O homem já era mau, imagina agora, são piores que tigres carniceiros. Sofreu em demasia, fez sua mãe querer morrer no seu lugar, pois nós mães, naturais ou adotivas se pudéssemos trocar morreríamos no lugar do seu filho amado.
A ganância e o medo falaram mais fortes, teve uma morte terrível, mas no 3º dia ressuscitou como está escrito na Bíblia.
Agora, se me der licença lhe pergunto: valeu a pena? Os homens estão se matando mutuamente por dinheiro, pois quem nunca roubou o está fazendo, pois o exemplo vem de cima e me dá nojo assistir televisão, pois enquanto uns passam suas férias em hotéis paradisíacos, outros caçam algum resto de comida no lixão para levarem para suas casas, embaixo da ponte e, ninguém faz nada, não tem compaixão.
Eles mesmos, os filhos da miséria estão fazendo suas vinganças, mas não é correto, pois os que lhes proporcionam as suas fomes não trafegam em carros, voam em seus jatinhos, depois chegam na televisão e metem o pau no governo. E você? O que fez para amenizar pelo ao menos a fome? Nada.
Jesus, o Senhor fez o que mandou seu Pai: salvar a humanidade e as poucas ovelhas, já valeu a pena.
Jesus não tinha templo luxuoso para falar com os seus fiéis, era em qualquer lugar e uma multidão O acompanhava. Louvo-O.
E agora, o que acontecerá com a maioria das pessoas que viraram piores que tigres carniceiros? Quem conseguir sobreviver, verá.
Mas uma palavra de Deus foi honrada: no terceiro dia ressuscitará e subirá ao Céu. Louvemo-nos.
Feliz Páscoa a todos os amigos e os possíveis inimigos.( Eles têm seus motivos: inveja, a maior miséria). 


“Apesar de serem eles minhas criaturas, fruto do trabalho de minhas mãos, Eu os fiz do pó da terra e os fiz senhores sobre toda terra; mas agora Eu decidi demonstrar minha desaprovação por sua perversidade, e pela honra da minha justiça vou destruí-lo da face da terra. Como um oleiro que pega um vaso que desgosta, um que ele mesmo tenha feito, e o quebra em pedaços, eu farei desaparecer o homem da terra[9]
Em Gênesis vemos uma declaração interessante sobre Deus, observe: “então, se arrependeu o SENHOR de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. Disse o SENHOR: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus; porque me arrependo de os haver feito” (Gn.6.6, 7). Essa declaração de Moisés sobre as palavras de Deus em relação a humanidade é sem sombra de dúvidas interessante: Deus se arrepende.
Mas, isso significa que Deus muda? As escrituras são claras quanto ao fato de que Deus não muda, observe: “Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos” (Ml.3.6); “Também a Glória de Israel não mente, nem se arrepende, porquanto não é homem, para que se arrependa” (1Sm.15.29); “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança” (Tg.1.17). Mesmo Moisés apresenta Yahweh como um Deus que não se arrepender: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?” (Nm.23.19). Entretanto, em Gênesis lemos que Deus se arrependeu. Como compreender o arrependimento de Deus (Gn.6) e o fato que Ele não se arrepende (Nm23.19?) na visão do mesmo autor?
Responder a essa pergunta tem sido tarefa de todos os estudantes de Teologia de toda a era cristã, e muitas propostas tem sido oferecidas. Em nosso estudo iremos responder a essa perguntas em três estágios: (1) Definindo Imutabilidade; (2) Entendendo a idéia de arrependimento; (3) Apresentando nossa visão sobre o assunto no relato de Gênesis.

https://marceloberti.wordpress.com/2010/12/15/maldade-do-homem-a-causa-do-diluvio/


quinta-feira, 24 de março de 2016

Paixão de Cristo




Há coisas que não entendo, se o pai de Jesus sabia que a sua criação começou errada, deveria desmanchá-la e refazê-la. Agora por que teria sido seu filho a pagar todos os pecados da humanidade, se Ele próprio não tinha nenhum pecado? Teria que ser um inocente a sofrer, a pagar o que não fez?
Depois veio o dilúvio que matou tantas crianças inocentes, sinta o choro e ouça o desespero de uma mãe vendo seu filho sendo arrastado pelas águas. Todos morreram.
Hoje, lembro de Hitler, aquele tigre carniceiro que nem gosto de falar das suas atrocidades, me enoja. Por que deixou Meu Deus?
As guerras, as bombas, as enchentes sugando pessoas comuns, os raios ceifando muitos dos seus filhos amados, as ondas do mar furiosas, animais famintos de sangue humano. 
As doenças incuráveis, crianças deficientes sem esperanças de cura e de dias melhores para a humanidade.
Diga-me Senhor: Por quê??
Alguém me explica...

quarta-feira, 23 de março de 2016

Onde?




Onde foi parar aquela criança inocente, em que canto se perdeu?
Preciso encontrá-la para pedi perdão, pois matei seus sonhos
Pois minha inocência perdi quando fiquei só na vida sofrida
Rodei as estradas da vida, morei embaixo da ponte, tinha fome
Até que um dia um anjo bom se apaixonou pelo meu sorriso irradiante
Nunca mais senti fome, tinha amor da família, ainda bem que voltei a sorrir
Reencontrei-a e formamos um único ser, sem inocência num único ser feliz
Cresci, fiquei linda, mas não tinha o mesmo sorriso ingênuo de outrora
Mas sou feliz, ganhei um lar, estudos e um amor permeou a minha vida vazia
Chegou o dia do meu casamento, sem mentiras, mas com amor e muita paixão
Pegamos o avião, após o casamento e seus pais vieram conosco, só tinham a nós
Quando o avião decolou, senti um frio na barriga, olhei para trás sem saudades
Viveremos todos felizes numa enorme casa onde caberá o amor e a segurança
Matei aquela menina ingênua da minha mente para me tornar uma mulher feliz


Tolerância Zero para a Política Brasileira



A maioria do povo brasileiro tem medo só de ouvir falar de política, pois para ficar desempregado é num piscar de olhos, um só telefonema, tá na rua vendendo algodão doce para não morrer de fome, mas não perde a sua dignidade.
Por isso eu digo que o melhor caminho ainda é o servidor público, não perde emprego, mas a cada semana o colocam numa sessão para ver se e pede a conta? Pensam que é  o servidor é bobo, pois só sairá se for concursado e será servidor público para ganhar muito bem.Todos sabem que quem terá medo no final do mandato será o mandatário e se esconderá embaixo da saia da mãe, de vergonha.
Portanto, torçam para que o melhor aconteça, do contrário todos iremos descer na mesma correnteza para um buraco sem fim.
Termino no tópico desta: Tolerância Zero para  Política Brasileira.


segunda-feira, 21 de março de 2016

Sátira 1



Precisamos de pouco para ser feliz, ganhei de papai no dia do casamento um pedacinho de terra, um quarto e cozinha e bem lá perto do tanque um banheiro.
Eu como mulher fiquei cuidando da casa, fiz uma horta grande, foi um loteamento que um fazendeiro fez, pois estava "afogado em dívidas" cada um tinha um chiqueiro de porco, como era muito caprichosa ganhei do dono da fazenda água encanada na minha casa, pois era na cabeça que carregava água para molhar a horta.
Aos sábados num terreiro a dança corria solta a noite inteira, levávamos uns quitutes, adorávamos dançar, depois do baile tomávamos banho bem juntinhos. Que delícia!
Nosso avião eram dois cavalos que quando a safra de café era boa, íamos à cidade cantarolando e cavalgando guardar nosso dinheirinho no Banco.
Adorava comer fora, quem é que não gosta, mas tem muita gente que come iguarias caras e nós sentávamos cada um num toco e comia seu prato pronto, os homens tomavam umas cachaças que os ricos têm nojo e nós temos nojo das suas bebidas que pegam fogo, manjaram???
Nós tínhamos vários paraísos fiscais quando íamos passear pela fazenda aos beijos e...(encontrávamos) por muitas vezes, uma bela ninhada. A galinha ficava brava de medo que levássemos os seus pintinhos, ficava arisca, até que com jeitinho meu marido pegava a galinha no colo e eu levantava a saia rodada e colocava os pintinhos para levar para casa. Agora vocês estão pensando besteira, se eu levantava a saia iam ver minhas lindas pernas: erraram, embaixo da saia tinha um saiote de saco bem alvejado e para enfeitá-lo mamãe fazia crochê, ficava lindo.
Agora eu pergunto a "ocês":
Tem gente mais feliz" du qui nóis"? Duvido.


sábado, 19 de março de 2016

Contador de "causos"



Vovô era um homem muito sábio, apesar de não ser muito letrado, aprendeu a ler praticamente sozinho, tamanha era a sua vontade de ser um contador de "causos" e, conseguiu.
Ganhou um caderno velho e grosso do seu compadre e todos os dias, meio que às escondidas no seu quarto com a tramela fechada, escrevia seus "causos" que estavam acumulados em sua mente durante muitos anos.
Um dia seu neto pediu ao seu avô que lhe contasse um "causo".
Tá bom, meu neto, vou contar:
Paulo, um jovem sonhador e com família morta estava à beira de um riacho tentando pescar um bom peixe para o almoço, nisso sua vara tremeu e foi difícil puxar, chegou até entrar  num pedaço do rio. Um enorme peixe falou-lhe para que tirasse a fisga. Sua boca era grande e sangrava, fiquei com medo, pois nunca tinha visto um peixe daquele tamanho. Mas mesmo assim eu retirei.
Ia sair da água de medo quando ele me disse: não vou lhe fazer nenhum mal, você é um jovem de sorte, pois eu fui mandado para encontrar a esmo, mesmo porque não enxergo; um noivo para se casar com uma princesa e se ela gostasse casaria com ele.
Vou abrir a boca, ela está cheia de diamantes, pegue-os troque por dinheiro, compre lindas roupas e um lindo navio.
Ela estará esperando por você no seu castelo, ela é linda e meiga, mas se não gostar dela terá o direito de voltar.
Com o navio em auto-mar, balançando e tão nervoso que estava, então, o capitão tentou tranquilizá-lo: vá dormir um pouco. Quando ele pegou no sono chegou o capitão foi acordá-lo e Paulo comentou: já chegamos.
O castelo era lindo e tudo em volta era enfeitado de rosas vermelhas, uma maravilha. O que foi combinado com o capitão que quando chegasse no castelo teria que beijar a noiva na boca.
A porta se abriu, ele ficou até meio tonto com tanta beleza e era o dia do seu casamento, um vinha de encontro com o outro, Paulo bambeou as pernas, pois a noiva era horrorosa, mas mesmo assim beijou-a na boca, sentiu um hálito tão gostoso que continuou beijando até que alguém deu um toque em seu ombro e, quando Paulo olhou para a noiva desmaiou...logo voltou  a si. A princesa era linda.
O casamento aconteceu com todas as pompas que merecia uma princesa com seu futuro marido o príncipe Paulo.
A felicidade reinou naquele castelo, pois Paulo não era de brincadeira, deveria ser do Brasil, sua princesa tinha um filho por ano.
Aí, o neto perguntou ao seu avô; lá tinha muitas cegonhas?
Ah! Vá brincar pirralho.



quinta-feira, 17 de março de 2016

Diálogo de sobrevivência



fome

Mãe, tô com fome, cadê a comida?
Logo era virá minha filha, temos que ter paciência.
Estou com fome:
Não me enche menina, coma minhoca!
De repente a menina feliz, chega gritando: mãe, achei comida, estava com a boca cheia de minhocas. Coma também, lá tem bastante. A mãe chorou.
No outro dia, pegou sua filha, com uma garrafa d'água e foi caminhando a esmo. De repente, passa por eles um caminhão jogando terra de propósito com seus os pneus, chamando-a de vagabunda e vadia suja e prostituta. Dos seus olhos saíam lágrimas de desespero: que mundo é esse meu Deus!
Mãe, tô com fome, vamos procurar as minhocas.
Entraram num terreiro, cavaram, cavaram e nada de minhocas.
De repente, uma mão branquinha pousava no seu ombro
Era um anjo lindo que nos disse:
Aqui é o Céu
Caminhando viram muitos anjinhos vestidos de brancos com asinhas naturais, a levaram num chafariz deram-lhe um gostoso banho. Após o banho colocaram uma linda túnica branca e nas suas costas nascera um par de asas brancas. Ela perguntou por sua mãe e, nesse instante a mãe vestia uma túnica azul, cabelos bem penteados com flores e todos os dentes na boca.
O anjinho conversou com sua mãe dizendo a ela: aqui não existe fome e as pessoas são puras. Lá na Terra nos prometeram tudo e nada tivemos. Lá têm muitos desempregos, não é mãe? Sim filha. Vá brincar.


quarta-feira, 16 de março de 2016

Se eu pudesse sumir...




Se eu pudesse sumir  hoje
Voaria num mundo imaginário
Sem volta


Quanta dor diziam meus pais
Já não estão mais
Comigo


Adorava estudar
Os melhores
Presidentes do Brasil


Mas apesar de tudo
Amo o meu Brasil
Aguenta coração
Aqui eu nasci e
Aqui quero morrer


segunda-feira, 14 de março de 2016

Ser feliz


ser feliz

É abrir os braços pra vida no universo
A dizer: Senhor, obrigada pelos olhos
Pelas maravilhas naturais do mundo
Poder me encantar e viver sonhando

Poder cuidar as minhas belas plantinhas
Inspirar o verde das plantas com as rosas
As nuvens à dançar no sol para sonhar
A noite escurece o mundo para namorar

Olho o céu vejo lindas nuvens dançando
De repente ela escurece é chuva a chegar
A noite, as estrelas brilham e a lua eu amo

Deus fez os rios não para serem pescados
 Assim o fosse, Ele nos flecharia pra morte
E toda maldade acabaria, todos morreríamos



Meu homem





Desde a tenra idade
Tu me chamavas
De minha mulher
Eu de meu homem
Ríamos de nós
Esquecemos
Que o tempo passou
Matando nossa ingenuidade
Deitamos na grama
Tu olhaste pra mim
E me beijaste
Enlouqueci 
Mas aguentei até que
O casamento aconteceu
E na cama a paixão explodiu
Que amor de homem
Esse é o meu homem



sábado, 12 de março de 2016

Flores orvalhadas





Quando as crianças eram livres
Juntavam-se para beber as gotas
D' águas que  oras dependuradas
A nossa alegria era a fina chuva

Banhávamos num córrego gelado
Logo saíamos todas molhadinhas
A cidade pequena e nós danadas
Eram as crianças peraltas e livres

Nunca eu irei esquecer as corridas
Nos prados floridos da cidadezinha
Cada uma de nós cheirávamos a flor
A sonhar uma tal beleza inigualável

Ninguém apanhava nenhuma flor
Elas eram para enfeitar os sonhos
De crianças inocentes como nós
Os belos tempos que não se olvida
  


sexta-feira, 11 de março de 2016

E assim tudo começou...




E assim começa a vida a dois apaixonados: Beatriz e Renato; muitos nem sabem o significado das alianças, mas a aliança simboliza a fidelidade dos cônjuges. O ato solene, ou seja, o matrimônio que só se pode se casar com  só uma pessoa, tem que ser, é lei.
O casamento é indissolúvel, ou seja, só pode ser anulado com a morte de um dos cônjuges.
Começa, então, uma vida diferente, onde divide-se a cama e também os afazeres domésticos, pois na crise em que estamos os dois trabalham para terem uma vida com pequenos prazeres: praias, bailes.
De repente um serzinho da um pequeno enjoo na mulher, correm para o hospital e no outro dia ela faz o exame de sangue e deu positivo. Foi aquela festa.
A barriga crescendo, os enjoos constantes, até que um dia num hospital nasce um lindo menino de nome Manoel, escolhido pelo o pai. Aquela felicidade e mais tarde nasce Regina, nome escolhido pela mãe.
Os avós ficaram eufóricos, pois quem cuidava de Manoel era a mãe de marido e agora será a mãe da esposa, pois os dois trabalhavam muito para comprar sua casinha.
Assim a vida fica atribulada, as crianças já adolescentes rebeldes fazem seus pais chorarem muito, eles vão trabalhar, serviços subalternos, estudam a noite.Quando chegam em casa reclamam de tudo e vagarosamente a vida vai se acertando.
"Filhos? Melhor não tê-los! Mas se não tê-los, com sabê-los?"
O meu maior amor é meu filho Cristovam: amo demais você, meu filho.


quinta-feira, 10 de março de 2016

Basta




Basta de viver nesse mundo hipócrita humano que nos magoa sem dó, que nos engole pouco a pouco e nos enterra nesta terra, Terra esta que foi feita, com todos seus belos e mínimos detalhes que foi dada de presente para a humanidade morar!
Que foi feito desta Terra, em que os humanos, meras formiguinhas, estão destruindo com sua ganância deixando todos, aquelas formiguinhas inclusive, sem oxigênio? Onde estão os homens da lei que nada fazem, talvez pela burocracia que é imposta a todos os serviços públicos? 
E assim vamos pagando nossos impostos a vida toda e, no limiar de nossas vidas, nos devolvem todo nosso trabalho com uma aposentadoria de miséria e precisamos esmolar a uma entidade falida chamada SUS que, sobrecarregada e provavelmente vilipendiada, não consegue suportar uma população que cresce a cada dia.
O pior de tudo é que os meios de comunicação só mostram os problemas, sem cumprir seu dever jornalístico de apontar os reais culpados por tudo isso que eles sabem muito bem quem são... Ninguém consegue mais viver num Mundo em que os donos da verdade pisam em nossas cabeças e a maioria morre nas mãos dos bandidos. Porém, esses mesmos donos, quando morrem, deixam aos seus filhos como herança: cartão de crédito, dinheiro, carro e ,com a maior cara de pau, bem vestidos e arrumados, chegam à casa do povo(nós!) com aquela lábia e... Pedem votos! Abrimos a porta e daí...
Os que mais sofrem são os da classe média que bancam o luxo dos milionários que andam de jatinho, sugando o sangue e o suor do nosso trabalho... E nós morremos no asfalto.
Às vezes, pergunto ao Dono do Mundo: até quando?



terça-feira, 8 de março de 2016

Haicai





sábado, 5 de março de 2016

Mulher



mulher

Mulher, hoje é teu dia?
Não...
Todos os dias são teus
Mulher não tem cor
Tem inteligência e coragem
Para enfrentar a vida
Falo das mulheres com M maiúsculo
Aquelas que batalham sol a sol
Para não faltar o pão a sua família
Aquelas que batalham na sombra
Pois tiveram mais sorte, estudaram muito
Mulher de verdade 
Não mendiga amor de homens
É amada e respeitada pela família
Que formou com amor.
Mulher tem uma força intrínseca
Cada uma tem a sua
Mulher não pode apanhar do marido
Cadê a tua coragem?
Enfrenta-o de igual para igual
Mulher não durma na praia
Vais aprender a lutar karatê
Teu homem a respeitará (medo)?!
Talvez ou arrependimento
Teu homem a beijará no teu aniversário
De nascimento e casamento também.
E já ganhando um amor de marido
Por que não uma flor?
 


sexta-feira, 4 de março de 2016

Poesia pra ti amor




Poesia tem que ter sentimento
Eu tenho a melhor que entrego
Mesmo a estar longe a falta dói
O meu coração é teu meu herói

Esses escritos estão molhados
São lágrimas que caem tiradas
Dos olhos tristes lacrimejados
Riscados no papel respingados

 De amor de dores enfeitadas
Volte logo amor sem ciladas 
Se me enganares te darei asas
Sem amor, sem nada e cartas

Que viva o amor verdadeiro
Que me encanta com esteio
Chega de cartas quero só tu
Contigo moro até num iglu