sábado, 18 de julho de 2015

Restos de lembranças




Fui o resto das más lembranças que um dia joguei-as no fundo do rio para que se afogassem e me fizesse esquecer que minha infância doeu os maus-tratos físicos e emocionais, a adolescência foi agressão moral, até o dia em que encontrei um homem que me amou demais e teve a coragem de me tirar do inferno e me trouxe o céu e me entregou junto com sua promessa de felicidade e, hoje posso dizer que a tolerância é o amor que tem recompensa.


9 Comentários:

Às 18 de julho de 2015 05:22 , Blogger ✿ chica disse...

Que linda e certa conclusão,Dorli! bjs,m tudo de bom,chica

 
Às 18 de julho de 2015 05:37 , Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi Dorli.
Que belo testemunho do verdadeiro e tolerante amor!
Beijos, Um lindo dia amiga.
Mariangela

 
Às 18 de julho de 2015 07:27 , Blogger Cidália Ferreira disse...

Boa tarde amiga

Estas palavras tocaram-me... Pois quantas pessoas precisam que lhe encaminhem o céu... Amei!!


Excelente sábado...
Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

 
Às 18 de julho de 2015 09:26 , Blogger Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Uma infância não tão feliz,mas no entanto encontrou o amor como recompensa trazendo uma grande felicidade.
Adorei Dorli.
Bjs-Carmen Lúcia.

 
Às 18 de julho de 2015 09:48 , Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, o reconhecimento é sinonimo de humildade, gosto do seu sentimento e da sua humildade.
Bom fim de semana,
AG

 
Às 18 de julho de 2015 10:06 , Blogger Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Apesar da desgraça ainda existem pessoas com sorte.
Um belo texto.
Um abraço e bom fim de semana.

 
Às 18 de julho de 2015 10:44 , Blogger Edith Lobato disse...

Não é bom remoermos a dor, o que nos fez mal. O jeito é segui a vida. Parabéns e bom fim de semana.

 
Às 18 de julho de 2015 13:57 , Blogger Amara Mourige disse...

Ainda bem que existe amor verdadeiro que cuida e nos coloca para cima!
Beijos
Amara

 
Às 18 de julho de 2015 19:11 , Blogger Nidja Andrade disse...

Oi Dorli, meu anoitecer enobrece ao te ler! E tanto a tua poesia, quanto a tua fotografia são majestosas. Sabe disso, né?
Obrigada pela presença no meu blog!...
AbraçO
Nidja

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial