sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Simbolismo da morte



Eu sei que vou morrer, mas antes vou encher minha malinha de boas ações para distribuir ao mundo, e dentro do meu corpinho há coisas boas que também quero doar.
Saí de casa bem cedo entrei num matagal baixinho. A saudade de mamãe e papai era grande, então, uma lágrima caiu peguei-a com a mão e a joguei para trás. Foram muitas lágrimas e jogando para trás.
Estava anoitecendo, olhei para o céu, havia uma luminosidade muito grande, vi a lua, mas nenhuma estrela. Quando olhei para trás vi um rastro grande de trigo, aí pensei: cada lágrima nasceu um pé de trigo, então posso antes de morrer ajudar muita gente a não morrer de fome. Que bom! Comi meu lanchinho, bebi meu suquinho e, cansada na relva adormeci.
Acordei no colo de um anjo. Não se assuste, se ficasse embaixo os lobos poderiam comê-la. Colocou-a no chão e voou rápido.
Do nada uma chuva forte começou a cair, a terra ficou tão alagada e as estrelas começaram a brilhar, toda aquela inundação, mas elas não podiam me ajudar pois me queimariam. Nisso voando a mil veio o anjo, pegou-me no colo e subimos num pequeno monte e me disse: preste atenção quando a água abaixar o que acontecerá.
Eu olhei para o chão e segurei minhas lágrimas e o que vi fiquei foi tão lindo que fiquei extasiada. No lugar daquele mato seco e alguns pés de trigo nasceu a maior maravilha do mundo. O anjo levou-me para ver de perto e achei estranho e engraçado, havia muitos eu iguaizinhos a mim.
Nos abraçamos e cada criança, menos eu ganhou umas asinhas para voar o mundo levando sementes do amor e dos alimentos. Nisso mamãe chegou chorando e viu aquela maravilha, muitos alimentos e flores.
Mamãe perguntou-me: por que fugiu de casa? Aí respondi, já que ia morrer, quis distribuir amor e alimentos a todos. 
Mãe: Por que não morri? E sua mãe beijando-a respondeu: porque anjos não morrem.




14 Comentários:

Às 25 de dezembro de 2015 16:39 , Blogger Pedro Luso disse...

Olá Dorli.
A sua crônica "Simbolismo da morte" tem um fundo poético e outro filosófico. E mais: achei o tema apropriado para estas Festas; o Natal já está passando, mas logo vem a virada de ano. Espero que você e sua família tenham um ano de 2016 com saúde, amor e paz. Espero que possamos continuar nos encontrando neste mundo dos blogueiros no Novo Ano.
Abraços.

 
Às 26 de dezembro de 2015 00:31 , Blogger luís rodrigues coelho Coelho disse...

O Natal é vida, é esperança, alegria.
Jesus se fez homem para nos ensinar a viver como pessoas de bem, pessoas que se preocupam em ser justas, amáveis, cordatas e muitas coisas que tornam os seres humanos especiais.
A morte vem a seguir com a inveja, o ódio, o desrespeito e todo o mal.
Este mundo só será perfeito quando todos amarmos como Jesus amou e vivermos como Ele viveu.

 
Às 26 de dezembro de 2015 06:09 , Blogger Cidália Ferreira disse...

Um texto tristemente lindo, emocionante. Mas, a morte é uma palavra que em assusta.

Mas, gostei de ler.

Beijos
Continuação de boas festas.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

 
Às 26 de dezembro de 2015 07:48 , Blogger Arione Torres disse...

Oi querida amiga, vim lhe desejar um prospero ano novo, beijos e fique com Deus!!

 
Às 26 de dezembro de 2015 10:31 , Blogger Jorge disse...

Um texto algo melancólico mas muito bonito. Gostei!

 
Às 26 de dezembro de 2015 12:01 , Blogger Andre Mansim disse...

Lindo texto!!!
Singelo, emocionante, e como disse a Cidália, tristemente lindo.
Eu acho que também pode ser dito: tristemente feliz.

Desejo um lindo ano novo, a você e a todos os que te fazem feliz!

 
Às 26 de dezembro de 2015 12:05 , Blogger Nal Pontes disse...

Que história interessante, Dorli. o retrato da vida real. Enquanto não chega o nosso dia da morte, devemos semear a semente do amor por onde passarmos. Parabéns pela criatividade nas palavras. Bjs querida

 
Às 26 de dezembro de 2015 19:51 , Blogger Toninho disse...

Que viagem linda Dorli.
Haja criatividade amiga.
Bom domingo de paz e luz e nova semana proveitosa.
Abraços e beijo paz amiga.

 
Às 27 de dezembro de 2015 04:09 , Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

A melhor saída é seguir em frente com motivação.
Bom Ano Novo 2016
AG


ATT: anda desaparecida?

 
Às 27 de dezembro de 2015 04:14 , Blogger Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Passei para enviar à minha amiga um abraço e continuação de BOAS FESTAS.

 
Às 27 de dezembro de 2015 04:27 , Blogger JAIRCLOPES disse...

Eu viajo, sou criança
O trem? Imaginação!
Viajar não me cansa
A mente e o coração.

 
Às 27 de dezembro de 2015 07:46 , Blogger Liplatus disse...

Beautiful touching story.
Death is a natural part of our lives, sometimes ended in a secular way.

All the best for 2016!

 
Às 27 de dezembro de 2015 08:13 , Blogger MARILENE disse...

Sensível e encantador o seu conto. Um voo de sonhos.
Desejo-lhe um 2016 de muitas portas abertas, para que caminhe feliz em todos os seus espaços. Bjs.

 
Às 27 de dezembro de 2015 09:00 , Blogger Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Uma linda resposta da mãe,realmente os anjos não morrem,mas lendo essa história,acredito que a menina morreu e estava ao lado dos anjos.
Penso que foi ao encontro dos seus pais,pois estava com muitas saudades e eles na minha opinião já haviam feito a grande viagem.
Um conto bem reflexivo amiga Dorli.
Gostei muito.
Bjs-Carmen Lúcia.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial