terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Teu "xeiro"




Com a chuva escorrendo o meu corpo, sinto o cheiro do mato e a sensação da chuva batendo meu rosto e a vontade louca de sentir o seu "xeiro" minha mulher que com rapidez, nos encontraremos num hotelzinho bem simples. Cheguei primeiro. Banhei-me e deitei-me a sua espera.
Nisso a porta se abre Carol? Sim meu amor.
Jamais vou esquecer essa noite, após tantos anos. Toquei sua pele, seus lábios, caminhei seu corpo até o ápice do prazer. Agora você fica nesse hotel que vou tomar umas providências e logo voltarei.
Chegou com um carro lindo e rumamos à uma linda praia e meu amigo já estava a minha espera.
( Um sonho de liberdade)- o filme que mais gostei de assistir. Lógico nesse resumo, cortei quase tudo modifiquei muito.

8 comentários:

  1. Olá, Dorli! Não há nada que se compare ao "xeiro" da pessoa que amamos! Boa adaptação! Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Ola Lua, menina é isso mesmo, recentemente fiz tudo isso, fui a Sta Catarina, fui a Barra da Lagoa,Joaquina, praia do mole, de la fui a Gramado, Canelas e rumei para o Rio Grande, fui à casa de cultura, enfim, 20 dias desfrutando das delicias do sul. é isso mesmo, qdo a gente volta que liga uma Tv dói até a alma.
    Grata pela visita.

    E como é marcante o cheiro de quem a gente ama... Lindo depoimento!

    Bjinho flor

    ResponderExcluir
  3. Um bom conto! Adorei

    Beijinhos com carinho

    ResponderExcluir
  4. Querida Dorli
    A sua imaginação não tem limites!
    Obrigada por partilhar.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir