sábado, 25 de janeiro de 2014

No jardim da minha casa(miniconto)




 Da janela do meu quarto vejo meu jardim de rosas vermelhas, ao olhá-las meu coração sangra de saudades do meu amor. Moro só, pois a traiçoeira morte tirou-o de mim no auge da sua mocidade e a lembrança que tenho quando vou deitar-me é você pálido na cama.  Sinto falta dos seus beijos e paixões e, de repente tudo ficou só nas lembranças eternas.
 Sinto saudades suas, vivo por viver. O vazio da nossa casa me congela, eu não consigo viver sem você, mas não descuido do nosso lindo jardim, converso com as rosas vermelhas e elas me confortam.
 Fecho a porta, as cortinas balançam e a brisa que entra tem o seu aroma, sinto você perto de mim e, assustada começo a chorar. Ouço sua voz, será que enlouqueci? A mesma voz macia que tinha, senti sua mão gelada querendo me levar de casa. Gritei.
 No outro dia, ao acordar vi um bilhete em cima do travesseiro que era seu e nele escrito: logo virei buscá-la, lá não tem saudade, dor e sim rosas vermelhas.
 No outro dia o céu estava cheio de estrelas, ele pegou em minhas mãos e me disse: nesse lugar onde iremos nosso amor se perpetuará para sempre. Saímos voando.
 No outro dia acordei com os gritos de Isabela, a faxineira.
 Que pena!



27 Comentários:

Às 25 de janeiro de 2014 04:25 , Blogger Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Lindo!
Sem o amor da gente, não dá mesmo para viver.
Um beijo em seu coração amiga Dorli!

 
Às 25 de janeiro de 2014 04:48 , Blogger lia disse...

Gostei do texto, pequeno e muito interessante.Um amor que se foi,deixa saudades...Gostei das rosas vermelhas do jardim. Bom findi e abraço carinhoso.

 
Às 25 de janeiro de 2014 05:03 , Blogger (CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Quando a gente ama é assim.. a pessoa vai... mas não vai, fica na gente. Parabéns, Dorli. Cada vez melhor. Beijossss.

 
Às 25 de janeiro de 2014 05:08 , Blogger José María Souza Costa disse...

Olá, tudo bem ?
Hoje é feriado na Cidade de São Paulo - Brasil. Uma cidade onde tudo é longe, e tudo é perto, ao mesmo tempo. Ainda assim, uma selva de pedra, acolhedora e agradável, ao olhar poético.
É com este espírito, que lhe saúdo, desejando, um fim de semana muito bom.
Abraços.

 
Às 25 de janeiro de 2014 05:09 , Blogger José María Souza Costa disse...

Olá, tudo bem ?
Hoje é feriado na Cidade de São Paulo - Brasil. Uma cidade onde tudo é longe, e tudo é perto, ao mesmo tempo. Ainda assim, uma selva de pedra, acolhedora e agradável, ao olhar poético.
É com este espírito, que lhe saúdo, desejando, um fim de semana muito bom.
Abraços.

 
Às 25 de janeiro de 2014 05:12 , Blogger Miguel disse...

Bom dia, Dorli
Gostei de seu conto, mas me lembrou meu drama de um pouco mais de dez anos atrás...
Mas está muito bem escrito.
Ontem eu publiquei um mini post :)
Conto consigo para o apreciar.
Um beijo amigo
Miguel

 
Às 25 de janeiro de 2014 05:54 , Blogger ✿ chica disse...

Maravilha de conto pena acordar!bjs praianos,chica

 
Às 25 de janeiro de 2014 07:29 , Blogger Ariel disse...

Olá Dorli,
boa tarde,
uma bela história para a minha despedida

Desejo a vocês um maravilhoso fim de semana
um beijo e um grande abraço

 
Às 25 de janeiro de 2014 07:34 , Blogger Ricardo- águialivre disse...

Existem sonhos que fazem com que nos sintamos mal por acordar, não é verdade?

Lindo ...maravilhoso

Desejo um fim de semana muito feliz
Cumprimentos
*********************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

 
Às 25 de janeiro de 2014 07:45 , Blogger Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Que honra Dorli querida, ter nosso amor como inspiração, estamos honrados, bjs no coração.

 
Às 25 de janeiro de 2014 07:46 , Blogger LENAPENA disse...

Continuar cuidando do belo jardim de rosas vermelhas, é semelhante a continuar cuidando do grande amor que vai no coração. Terno e emocionante conto, Dorli. Um bom sabado desejo a vc.

 
Às 25 de janeiro de 2014 07:50 , Blogger Daniel Costa disse...

O conto tem todos os ingredientes para se gostar, rodou sempre o lado do sonho positivo.
Beijos

 
Às 25 de janeiro de 2014 08:29 , Blogger Cidália Ferreira disse...

Boa tarde Dorli

Maravilhoso conto... mas há sonhos que nem queremos lembrar..
Gostei de ler.

Bom fim de semana.

beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

 
Às 25 de janeiro de 2014 09:19 , Blogger ReltiH disse...

UN CUENTO MUY BONITO. COMO SIEMPRE.
UN ABRAZO

 
Às 25 de janeiro de 2014 09:47 , Blogger Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oiiiiiiiiiii minha linda amiga Dorli!
Cheguei hoje e vejo aqui um lindo conto,um pouco triste mas escrito com palavras que somente você sabe delineá-las com tanta sensibilidade.
Adorei.
bjs
Carmen Lúcia

 
Às 25 de janeiro de 2014 10:00 , Blogger Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Dorli
Tem dia que dá vontade de voltar a dormir pra continuar sonhando...
Bjm fraterno

 
Às 25 de janeiro de 2014 10:33 , Blogger Jessiiiih =) disse...

Gostei do post, tenha um otimoo final de semana
http://umagarotacitouu.blogspot.com.br/

 
Às 25 de janeiro de 2014 10:59 , Blogger Simone Felic disse...

Que triste poema , gostei das rosas que deram um belo toque
que suavisou o poema.
bjs tenha um bom fim de semana.
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com/

 
Às 25 de janeiro de 2014 14:54 , Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

No sonho vale tudo, pena que acaba depressa. Lindo, Dorli.
Beijo e bom domingo!

 
Às 25 de janeiro de 2014 16:46 , Blogger Nal Pontes disse...

Oi, Dorli, lindo miniconto. Estava com saudades daqui. bjssss

 
Às 25 de janeiro de 2014 17:13 , Blogger Lia Noronha disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 25 de janeiro de 2014 17:54 , Blogger Nádia Santos disse...

Linda história de amor amiga. Bjus e bom domingo.

 
Às 26 de janeiro de 2014 00:12 , Blogger luís rodrigues coelho Coelho disse...

Amar assim é viver para lá das nossas capacidades é abrir portas que só o mor pode destrancar.

 
Às 26 de janeiro de 2014 01:19 , Blogger Beatriz Bragança disse...

Querida Dorli
Por favor diga a Isabela que estou muito zangada com ela!
Veio interromper um lindo sonho,que fez questao de nos contar e nos arrastou para a magia.Ficamos sem saber qual o fim...
Muitos parabens pelo lindo conto.
Um excelente domingo
Beijinhos
Beatriz

 
Às 26 de janeiro de 2014 11:19 , Blogger Joaninha Musical disse...

Sempre gostei de flores mas em relação a rosas,eu prefiro mil vezes mais as rosas amarelas e tambem as rosas brancas que simbolizam a paz. Tambem gosto de rosas azuis que são as mais raras. Fica com deus amiga linda!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

 
Às 27 de janeiro de 2014 09:14 , Blogger Ana Maria disse...

Dorli, lindo texto, o verdadeiro amor nunca se esquece, não é mesmo? Gostei, apesar de tudo, senti muita tristeza nas suas palavras, mas ainda bem que continua a cuidar das rosas e do jardim.
Beijinhos de Luz!
Ana Maria

 
Às 28 de janeiro de 2014 03:09 , Blogger Fernanda Bender disse...

É tocante a falta que um grande amor faz.. o simbolismo das rosas vermelhas deu um toque especial ao miniconto.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial