quinta-feira, 23 de maio de 2013

O mar me chama (reedição)



Moro numa casa simples à beira mar. Numa noite calma o mar me chamava, ouvia o barulho das ondas agitadas, resolvi atender seu pedido.
Ao chegar à praia vi uma onda gigante que chegava a minha direção, quebrou na praia, molhou meu rosto,  ouvi um barulho perto de mim; alguém disse: Olá! Petrifiquei.
Um lindo jovem vestido com elegância, não para uma praia e sim para uma festa, tinha um semblante que me intrigava, rosto muito branco, de seus lábios ouvi um triste murmúrio: não se assuste, já lhe amei em outra vida.
Pegou em minha mão, estava gelada e suavemente começamos a caminhar mar adentro. Não se preocupe não afundaremos, então, olhei para o céu não vi nenhuma estrela, a noite era uma penumbra.
Caminhamos sobre as baixas e altas ondas, ele nada falava, não sorria, fiquei com medo. Parecia que adivinhava meus pensamentos: não tenha medo. Depois de muito caminhar chegamos em outra praia.
Atravessamos a praia e chegamos num lindo castelo, foi aí que abriu a boca e falou: foi aqui que vivia com você e a amava com ardor, mas não se assuste não lhe farei mal algum, só queria ver a rainha que sempre amei.
Retornamos a outra praia onde estávamos, soltou minha mão, desapareceu assim como sumiu o meu temor.
De volta pra casa fiquei a pensar muito: quem era aquele rapaz que disse que me amou?
Por uma semana o mar me chamava com clamor, e lá estava ele e tudo se repetia novamente.
Hoje fiquei esperando o seu chamado e nada, criei coragem e fui à praia, sentei e fiquei a esperar. Ouvi de longe, alguém que dizia: ele não voltará mais, pois encontrou o seu lugar.


Dorli Silva Ramos ( ficção)


14 comentários:

  1. Historia muito romantica e misteriosa, adorei Dorli!
    Abraco grande.

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga
    Vim para lhe dizer que não me esqueci de ti, nem deste lindo cantinho, peço desculpas pelo meu silencio, mas tem sido por conta da vida, que em certas vezes nos pede um pouquinho de tempo para ela mesma. Vida que apesar de nos trazeres muitos desafios a desvendar, nos trazer a serenidade de te viver com muita alegria, paz e amor.
    Peço desculpas pelo recadinho montadinho, eu queria muito passar pelo seu cantinho para e ficar por mais tempinho e desfrutar do aroma deste lindo lugar, pode demorar um pouquinho, mas voltarei.
    Tenha uma linda tarde coberta de muita paz e Amor!
    Com carinho
    Abraço amigo
    Querida amiga se poder venha conhecer o meu site. http://www.mariaalicecerqueira.com.br/
    O meu muito Obrigado de todo o meu coração. Que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
  3. OLÁ DORLI,

    se é assim , se é o lugar dele, nada a acrescentar!

    Quer que eu minta?

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  4. Dorli, que lindo e romântico o seu conto, gosto de ler sobre isso, meus avô paterno adorava contar estórias de lobisomem, eu ficava com um pouco de medo, mas todas as noites eu ia para junto dele e pedia para contar mais, aí ele sabia que eu gostava me contava tudo quanto era estórias assim fantásticas,até de assombrações, eu nunca tive medo de fantasmas, acho que era por isso que os via, ainda vejo, não quando quero, mas quando menos espero, pra mim é bom, minha vida sempre é "preparada antes" quando algo de ruim está para me acontecer, mas sempre me saio bem.
    Quando escrevo sobre psicografias, mediunidade, coisas assim é por eu ser médium e aceito meu dom com grande gratidão!
    Acho que é por isso que não tenho religião, sou católica, mas não praticante, acredito em espíritos e em reencarnação.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Dorli,linda estória e um pouco temerosa,mas com uma enorme poesia.Parabéns.

    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Dorli, que lindo teu conto, romântico e envolto em mistério...encantador!

    Beijos, amada!
    ♥ O/♥
     /▌
     /\

    ResponderExcluir
  7. Oi Dorli
    Obrigada pela visita e comentário carinhoso no meu aniversário.
    Gostei do conto é lindo e misterioso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Preciosa Historia con un Final un tanto triste.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  9. Por cima do mar
    Lá muito alta
    Mora a Lua Singular
    Toda ela prateada.

    Ilumina a terra e o mar
    Depois do sol posto
    Nasce o sol vai-se deitar
    Também precisa se repouso!

    O mar a chamou
    Numa noite calma
    Dele se aproximou
    Viu onda muito agitada.

    Com certeza
    Estava zangada
    Era força da natureza
    Perigosa quando alterada!

    Boa noite e um beijo
    para você, amiga Dorli, (Lua Singular)
    Eduardo

    ResponderExcluir
  10. Quiero verte siempre con tu Luz de Fuerza y Sonrisa...Así que levanta ese ánimo ahora mismo.
    Buenas Noches.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite !!!!!!!!!!
    Oh! mulher misteriosa !!!!!!!!
    Ou é o texto que vem cheio de mistérios ...
    valeu !!!!!!!!!!!!!!!!
    bjssssssssssssss

    ResponderExcluir
  12. Dorli,

    Eu me transporto para seus escritos. Ficção, mas muito verdadeiro.
    Um lindo dia! Beijos

    ResponderExcluir